Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Tomar partido

Mais uma vez, uma cliente deixa o carrinho a marcar vez, e vai buscar qualquer coisa. Chega uma outra cliente com alguns artigos, e digo-lhe para avançar.

Chega a outra cliente, e diz a esta que ela lhe roubou a vez. A outra senhora responde que não estava ali ninguém. Ao que esta responde:" não estava cá ninguém, mas estava cá o carrinho, não viu!?" A cliente que já tinha os artigos em cima do tapete diz "tanta confusão, por tão pouco, é por isso que cá venho poucas vezes!"

Resolvi intervir e dizer aquela minha máxima: " Mas, carrinho sem freguês, não guarda vez!"

carrinhonaoguardavez.jpg

Foi neste momento que a cliente do carrinho abandonado disse: " Pois, mas você não tem nada que estar a tomar o partido da outra, porque ela vem cá poucas vezes, e eu venho cá muitas e gasto cá mais dinheiro que ela!" A outra senhora ainda ripostou:" não venho cá eu, porque é a minha filha que cá vem!"

tomar-partido.jpg

Por pouco não se pegaram ali. Mania que as pessoas têm de achar que os carrinhos marcam vez, e que a operadora de caixa pode ficar parada à espera do dono do carrinho!

8 comentários

Comentar post