Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A Missão continente deste Natal de 2022

Mais um ano, mais uma vez a missão continente tem uma campanha que que visa ajudar as instituições que, durante todo o ano, fazem com que haja comida nas mesas dos que mais necessitam.

«Ao comprar um vale Presentes à Mesa, na sua loja Continente, Continente Modelo, Continente Bom Dia e Continente Online, no valor de 1€ ou 5€ estará a apoiar:

  • Rede Emergência Alimentar 

valescomidaamesa.jpg

  • Instituições sociais locais associadas a cada loja Continente 

imagem.jpg

O valor de cada vale será distribuído, em partes iguais, entre a Rede de Emergência Alimentar e as instituições sociais locais selecionadas por cada loja, numa ótica de envolvimento e compromisso com a comunidade local.

O total angariado reverte na íntegra para a Rede de Emergência Alimentar e para as instituições envolvidas.»

Da minha parte apenas queria pedir, para que contribuam, mas, caso não o possam fazer, apenas respondam "não, obrigada!" Nós não precisamos de justificações, nem de criticas, se estamos a pedir é porque faz parte do nosso trabalho. Nós precisamos de motivação e não de desanimar. Já sabemos que têm sido campanhas atrás de campanhas e estamos sempre a pedir, mas também, a situação nunca esteve assim, nunca houve tanta necessidade!

Obrigada, clientes,  pela vossa paciência e consideração. Bem hajam!

A missão continente ajuda a Ucrânia

FB_IMG_1646428472977.jpg

Para fazer face a esta situação pela qual os ucranianos estão a passar, a Missão Continente (em conjunto com a  Cruz Vermelha), tem esta campanha de vales com o nome "Missão de apoio à Ucrânia". Podem contribuir com os vales que vão de €1a €5.

A missão decorre  de 4 a 27 de março,  nas diferentes lojas (Continente, Continente Modelo, Continente Bom Dia, Continente online, Meu Super, Go Natural, Bagga, Wells, Dr. Well's, note, ZU, Home Story e MO) por todo o país.

SquarePic_20220309_12225135.jpg

No supermercado, os vales estão junto ás caixas e também nas várias seções. Há por toda a loja  cartazes e informações. Alguma dúvida, as operadoras de caixa, ou qualquer funcionário,  também podem informar.

SquarePic_20220309_12222850.jpg

O valor angariado, segundo nos foi informado, é para que a ajuda chegue aos que mais precisam nas zonas que fazem fronteira com a Ucrânia e também para quando os refugiados chegarem ao nosso país.

missaoucrania01.jpg

missaoucrania02.jpg

Por isso, nós operadoras de caixa, temos o papel de pedir a contribuição dos  clientes, nem que seja apenas €1, porque muitos euros juntos, farão a diferença. O povo português é conhecido por ser um povo solidário.

Obrigada!

Bem hajam!

Luzes com presença e missão sorriso

campanhaluzescompresença.jpg

Ainda sobre a missão continente e os vales "luzes com presença", queria dizer, que não tem sido uma campanha fácil, pelo menos na  minha zona, que se localiza mais para o interior. Talvez resulte melhor nas grandes cidades, como por exemplo em em Lisboa ou Porto. E também há muitos clientes já idosos, eles próprios a precisar desta missão, fico sem coragem para lhes pedir.

Logo no primeiro dia de campanha, quando divulgava a campanha, as pessoas colocavam questões, que eu sempre tentei, dentro do que sabia, responder e clarificar. Não sei se é porque têm dúvidas, ou se mesmo porque a situação financeira de cada um nesta altura do mês/ano, não está fácil.

No entanto, houve quem perguntasse pelos bolinhos ou canecas da da Leopoldina, o que me leva a acreditar, e isto é só uma opinião, e vale por uma, que se existisse um artigo palpável que custasse , por exemplo €3 e €1 fosse para a missão, as pessoas aderissem mais.

Também acho que faz falta mais informação  nas lojas, um cartaz grande, para ver se as pessoas liam. Junto às caixas um expositor com os vales pendurados, para serem as pessoas a retirar e a entregar. Haver promotores com uma tishrt alusiva á campanha.

Na televisão, tem passado o apelo pelo Ruben Rua e pela Maria Cerqueira Gomes, passou ontem após o jornal das 8. Deveria passar mais vezes.

É que as pessoas ouvindo só o nosso apelo, não resulta muito, a maioria das vezes nem nos deixam acabar a frase, e é logo "Não"! E ainda há pessoas que dizem também precisar de ajuda e que ninguém as ajuda. Mesmo assim, as pessoas mais novas, têm aderido mais.

É uma causa que, pela sua natureza, me sensibiliza e que   gostaria de poder ajudar mais, mas estar a pedir, e nem nos quererem ouvir, e duvidarem, torna tudo mais difícil.

Esta contribuição será usada para promover projetos e ações de proximidade/integração, tais como chamadas telefónicas, visitas domiciliárias, apoio psicológico, animação cultural, entre muitas outras formas de ajuda.

Existem dois tipos de vales um de €1 e outro de €5. Qualquer dúvida perguntem ou vejam aqui .

Missão continente no combate à solidão e ao isolamento social

microsoftteams-image-14.png

Começou mais uma campanha solidária no continente, que se destina a ajudar os idosos em isolamento social. Há dois vales um de 1€, outro de 5€, que estão na caixa,  pode ajudar antes do pagamento das suas compras,  quando a operadora de caixa pedir, ou mesmo tomar essa iniciativa, uma vez que já tem conhecimento da mesma!

«A Missão Continente decidiu desafiar os portugueses a trazer mais Luz a esta grande Causa, através da campanha “Luzes com Presença”.

Além de ajudar instituições, acenderá uma luz numa região onde o isolamento social faz parte do dia a dia dos habitantes.»

Mais informações aqui .

A Missão continente junta-se à cruz vermelha portuguesa com vales

De 3 a 12 de setembro, a Missão Continente vai apoiar a realização da campanha de venda de vales a favor da Cruz Vermelha Portuguesa.

O cliente pode escolher o valor a dar através dos vales: 0,50 €, 1 €, 2 € e 5 €.

No final da campanha, os valores são entregues à Cruz Vermelha Portuguesa.

Mais uma vez, somos nós, as operadoras de caixa, porque os vales estão junto às caixas, que perguntamos ao cliente se quer contribuir. O vale fica depois visível no talão de compras. Aliás, se o cliente reparar há cartazes na loja, panfletos junto às barreiras acrílicas, e  também mencionam, na rádio continente a campanha.

Na minha opinião, era muito mais simples e rentável serem os voluntários a fazerem esse pedido à porta do supermercado, já que tantos serviços/eventos voltaram ao normal, desde que com máscara, distanciamento, e álcool gel.  Eles são mais preparados, têm mais tempo para pedir essa “atenção” aos clientes, enquanto nós temos já várias tarefas para fazer. Por vezes, os  cientes fazem perguntas, sobre como é que os produtos ou dinheiro vai parar ás pessoas, e ter de explicar tudo, limpar o tapete, controlar o distanciamento, ver o cliente seguinte cheio de pressa…

Seria bom se os clientes ao verem os cartazes, tivessem a atitude voluntária de querer dar um vale, nem que fosse só de 0,50€, sem precisar de nós estarmos a pedir.

Não é fácil, mas vamos fazendo com dedicação, porque sabemos que é acima de tudo por solidariedade. Da minha parte só peço uma coisa: caso não queira contribuir, apenas responda “não”, não vale a pena, explicar, criticar, duvidar, barafustar. Nós apenas estamos a fazer o nosso trabalho.

Uma pequena ajuda tem muito valor, para quem precisa!

vale050missaovermelhacruz.jpg

vale1€missaovermelhacruz.jpg

vale2€missaovermelhacruz.jpg

vale5euros.jpg

Os vales de 0,40€ nas bebibas soja alpro

descontovale.jpg

Uma cliente levava uma destas bebidas alpro  e queria usar um vale de desconto de 0,40€.

No entanto, o sistema não deixava usar o vale, porque a senhora levava a bebida de um sabor e o vale era de outro sabor. É habitual neste artigo numa semana o vale estar na bebida de arroz, noutra na de amêndoa, aveia ou em outras.  Ainda assim, a senhora insistia que o vale tinha de dar porque não estava especificado no vale qual o sabor, por isso dava para qualquer um e disse para eu ler umas letras pequeninas que lá estavam, letras essas, que só com uma lupa as leria. Ás tantas disse-me que ia buscar outro vale. Perguntei se ela tinha outro lá e ela ripostou que ia buscar à prateleira. Ora então ai percebi que certamente ela descolava os vales que estavam num sabor para os usar em outro.

A situação começou a gerar impasse e como a colega da informação  ia a passar chamei-a.  Ela também constou que o vale não assumia o desconto porque correspondia a outro sabor. A senhora não entendia e teimava em ter razão.

E  lá a demos, porque se não nunca mais dali saiamos, e, por acaso era apenas aquele valor!

Alguns clientes gostam de nos fazer de parvos e acham que nos podem sempre vencer pelo cansaço!

Que os voluntários regressem em breve ás campanhas à porta do supermercado

regresovoluntarios.jpg

original.jpg

Estamos numa época em que tudo está diferente. Tempo de mudanças, de novas tendências.

Ensino à distancia, teletrabalho, layoff, situações de cancelamento de atividades, lojas fechadas. e mais umas tantas coisas.

No entanto há coisas e situações que esta mudança não beneficiou nada. Refiro-me às campanhas com voluntários à porta do supermercado, tanto banco alimentar como banco solidário animal.

Não são a mesma coisa desta forma actual, não tem o mesmo impacto nas pessoas. Principalmente em localidades do interior do país.

Algumas razões:

  • As pessoas têm dificuldade em acreditar e aceitar vales,
  • Não poderem ser elas a escolher os artigos que podem e querem oferecer,
  • O entregarem o seu donativo ás pessoas que lá estão identificadas,
  • Verem os carrinhos já com artigos, sabendo que estão a ajudar a encher.
  • O palpável é mais credível que o virtual.

Além de tudo isto, sei que sendo nós, operadoras de caixa, a pedir, as pessoas sentem mais liberdade para dar respostas tortas e desnecessárias. E nós desde há um ano, já estamos tão desgastados de chamar atenção por incumprimento das regras, já temos outras campanhas para divulgar, outras perguntas a fazer, e ainda ter de levar com as atitudes destas pessoas. Porque muitas pessoas não respondem simplesmente sim, não ou já contribui, elas têm de deixar o ser parecer, o seu incomodo, o seu desagrado.

Espero que isto tudo passe e que os voluntários possam voltar, caso contrário muitas famílias carenciadas e principalmente os animais  ficam prejudicados (porque ajudam melhor pessoas que animais - o que é normal) !

Que o regresso esteja para breve!

Missão continente e animalife juntos no banco solidário animal

Devido à pandemia que estamos a atravessar, as associações de proteção animal, viram canceladas a habituais formas de angariação de alimentos à porta dos supermercados,  para os patudos que vivem à guarda de associações, como também animais errantes (colónias )  e até  a animais pertencentes a famílias em situação de carência económica.

Em alternativa, existe no continente esta possibilidade de se angariar os alimentos através de vales de banco solidário animal, para que assim se possa contribuir para que não haja abandono, e sobrepopulação de gatos e cães quer nas ruas quer nos abrigos.

Assim a Missão Continente e a Animalife  em parceria, juntam-se à causa com a máxima: “Não deixe para amanhã a ajuda que pode dar hoje”!

image%3A23401

A campanha disponibiliza quatro vales solidários, do género da imagem a baixo, com valores a partir de 0,69€, repartidos entre alimentação seca e húmida para cão e gato. A iniciativa decorre até dia 22.

FB_IMG_1615649384390.jpg

Desde já obrigada pela colaboração, compreensão e partilha!

Ainda sobre os vales do banco alimentar

valesbancoalimentar.jpg

Até ao final do mês ainda podem ajudar com vales destes artigos para o Banco Alimentar. Este ano a campanha está diferente devido à pandemia, não há voluntários à porta, os bens alimentares estão em forma de vales, mas tudo será entregue ao destino. Tudo está bem organizado e planeado.

Deixo o exemplo de um talão de compras para que vejam como os vales vêem descriminados.

talaobancoalimentar.jpg