Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Acham que mudam muito os artigos de lugar nos supermercados?

Hoje uma cliente chegou a minha caixa muito zangada e a reclamar, dizia que estávamos sempre as mudar as coisas de lugar e que assim não encontrava as coisas que queria. Depois dizia, que assim, ia lá á mercearia. Enfim, mas aquilo que ela não encontrava esteve quase sempre naquele lugar. Eu até acho que ali nem mudam muito as coisas de lugar, mas eu trabalho ali, sou suspeita. Vocês acham que mudam muito as coisas de lugar nos médios e grandes supermercados?

Recolha de alimentos em supermercados realiza-se em 28 e 29 de Maio de 2011

 

É incrível ver como os portugueses  são solidários. Portugueses e muitos brasileiros e ucranianos também. Até uma família cigana, levava o seu donativo. Muitos clientes levavam o saco que davam á entrada cheio. Muitos dos produtos eram da nossa marca branca, mas o que importa é as pessoas participavam nesta iniciativa.

 

Como muitos costumavam dizer: " hoje eles, amanhã quem sabe podemos ser nós a precisar!"

Vou inventar um modelo de supermercados

Se um dia me tornar empresária e rica, vou inventar um modelo de supermercados, cujo atendimento seja direccionado, para as pessoas mais idosas, de mobilidade mais reduzida, para poderem demorar todo o tempo que pretenderem. Nesse supermercado haveria uma zona de lazer para esta população poder tomar um chazinho enquanto descansavam no intervalo da árdua tarefa que é fazer as compras. Haveria funcionários para o  caso de desejarem ser acompanhados na escolha dos produtos, e até mesmo na entrega. Claro que um supermercado destes só faria sentido nas localidades, não só/mas principalmente a interior.

 

Eu disse que precisaria de ser bem rica, porque certamente este "negócio" não me faria rica, apenas me faria solidária. É que eu preocupo-me mesmo com os velhinhos...eles não tem pedalada para o stresse que é a vida hoje, eles estão sempre a ser "atropelados". Eles já tiveram os seus dias de correria, agora só precisavam que ter algo à sua medida!