Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Fazer sala na caixa

Normalmente as pessoas vão ao supermercado com pressa. É algo que acontece muito e que já desisti de entender porquê.

Mas também é facto que essa pressa só se nota mais nas filas, porque quando se anda de corredor em correr, quando se encontra alguém conhecido,  para conversar um pouco,  o tempo aí não é escasso.

No entanto, o que vejo acontecer diversas vezes e me chega a incomodar, é o tempo que os clientes demoram para pagar e sair da caixa, para desocupar o tapete de saída:

  • Demoram  que tempos para abrir  a carteira, que depois não era aquela, arrumam uma , retiram outra.
  • Entretanto há uma carteira para moedas, outra para cupões, outra cartões.
  • Também há uma carteira que tem lá de tudo, mas que não se acha nada!
  • Depois acontece que não se acha o cartão continente, e é preciso tirar tudo de dentro da mala, mas afinal estava no bolso do casaco porque o tinha utilizado para imprimir os cupões à entrada!
  • De seguida, se peço trocos, logo me arrependo, porque é outra odisseia.
  • Posteriormente, o cliente ainda fica um pouco a olhar para o talão e não sai de dali, e eu não posso passar ao cliente seguinte, enquanto este não sair, porque convém desinfetar o tapete de saída entre clientes, além de não misturar os produtos.
  • Também é nestas alturas que querem ter dois dedos de conversa.
  • Depois de tudo pago, esperar que  voltem a colocar o troco na carteira das moedas, os talões não sei onde.
  • Seguidamente quando eu já tinha desejado um bom dia e despedido, ainda voltam a se despedir.

Recentemente tive de pedir a uma casal que ficou lá encostado a ver os descontos, se não se importavam de se afastar porque tinha mais pessoas para atender. Pediram desculpa, dizendo que estavam distraídos, mas na altura de estarem na fila, estavam com pressa!

É que nestes momentos, não devem de ver/perceber que estão a empatar. Claro que as pessoas precisam do seu tempo para efetuar o pagamento e retirar os artigos do tapete, mas há clientes que parece que ficam ali, a fazer sala!

pagareseguir.jpg

Principalmente, nos tempos que correm, onde temos de manter o distanciamento , a desinfeção do tapete, era importante que os clientes fossem breves nestes momentos, para permitir o atendimento aos próximos clientes!

"Vamos incestar artigos!?"- Pensam eles

osfuraacrilicos200.jpg

Um destes dias, estava eu a atender um dos últimos clientes do dia, quando este, tendo espaço atrás no tapete, atirou um artigo contra o acrílico. Pensei "oh estou quase a sair, não me vou estar a chatear"! Fingi que não vi. Entretanto, a pessoa repete atirando outra coisa. Respirei fundo, e voltei a não dizer nada! Mas à terceira disse. "Mas o que é isto!? Um cesto de basquetebol!?" Não sei se me percebeu! Pelo menos não repetiu a façanha!

Parece que na visão de algumas pessoas, há ali um cesto de basquetebol para incestar artigos!

E que tal esperar a sua vez!?

Estou a atender os clientes que tenho na minha fila. Uma senhora que está na fila atrás de mim, ao ver-me registar uns copos (da campanha dos selos) à pessoa que estou a atender, pergunta-me  até quando é a campanha. Respondo!

Continuo o meu trabalho e a mesma cliente de trás volta a chamar-me para fazer outra pergunta, interrompendo o atendimento que estou a fazer. Ora ela estava noutra caixa, não podia esperar pela sua vez para fazer as suas questões, ainda confessa que estava já a perguntar para depois não se demorar tanto.

Isto é de doidos! Não me deixou dar a devida atenção que eu tinha de dar ás pessoas que estavam na minha fila.

Qualquer dia tenho uma explosão de nervos e digo alguma coisa que depois me vai lixar, mas é que há pessoas que têm o dom de nos testar a paciência!

Falta de noção!KLOIYU7890.jpg