Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Atitudes

Já tinha fechado a cancela da minha caixa e dito aos clientes que a ela se dirigiam, que a mesma tinha encerrado. Hoje era um dia em que havia um peditório de alimentos para animais. E quando eu estava na caixa a concluir a ultima cliente, chega uma outra, apenas com uma lata de comida para animais, e pergunta-me se a posso atender. Eu respondo que não podia, porque já tinha dito a outros clientes que vieram antes dela que a caixa estava fechada. Responde-me: " Isto era só para ajudar os animais, mas se não me atende, vou lá pô-la!" Eu podia dizer :"ah então se é assim, venha cá que eu atendo-a"! Mas se o fizesse não estava a ser correcta com os outros clientes. Não o fiz! Mas a situação incomodou-me bastante, não só pela atitude da cliente, que para mim, foi uma espécie de chantagem, mas também porque era mais uma refeição de um animal que se perdia. Então, resolvi eu própria ir comprar aquela mesma lata de comida, juntei à que eu já intencionava comprar e entreguei ambas à Associação.

Assunto resolvido!

 

Post com recorte no {#emotions_dlg.happy}

Marcas brancas e marcas do distribuidor

Quero agradecer ao Sapo Blogs por ter recortado o tema do post anterior!

 

Queria também deixar um esclarecimento que recebi por email, (de alguém que percebe do assunto) sobre os termos "marcas brancas" e "marcas do distribuidor".

«Olá,
Sigo o seu blogue de vez em quando e várias vezes li sobre "marcas brancas". De facto, vulgarmente diz-se que as marcas do distribuidor são marcas brancas o que está incorrecto. Marcas brancas não existem há muito anos em Portugal, eram aquelas que de facto vinham em embalagens todas brancas e sem indicação de marca. Hoje o que existe em Portugal são marcas do distribuidor, marcas que têm vindo a ganhar espaço não só na prateleira como na escolha dos portugueses uma vez que são mais baratas e, na maioria dos casos, muito semelhantes a uma marca que não seja do distribuidor.

Queria apenas deixar este esclarecimento uma vez que é algo que até há não muito tempo eu também não fazia distinção nem sequer sabia que existia. No seu blogue, poderá continuar a utilizar "marcas brancas" pois é o que muitas pessoas reconhecem ou utilizar "marcas do distribuidor" que é, de facto a designação correcta mas que ninguém é obrigado a utilizar. Achei apenas que devia partilhar consigo este pequeno detalhe.»