Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Não custa nada mostrar os sacos vazios à/ao operador/a de caixa

É sempre um stresse quando as pessoas passam com o carrinho cheio de  sacos vazios, folhetos, malas , casacos. Creio que devem ter noção que além de estarem a dificultar o nosso trabalho, estão a dar motivos para que desconfiemos! Ninguém lê o pedido que lá está a pedir que coloque os sacos sobre o tapete e que  passem o carrinho vazio para o outro lado!

É que se mostrarem, nem é necessário que o coloquem em cima do tapete. Há uma senhora, que me chama, abre o saco, e vira-o para baixo e eu só faço ok com o polegar!

Recentemente, uma senhora passou, tinha um monte de sacos que até estavam dobradinhos, mas eu levantei-me e fui observar. Ela percebeu e disse: "você veio espreitar os sacos? São meus já os paguei"! Ao que eu respondo que não foi por  isso, mas pelo facto  de ali estar um pedido, e que nós precisávamos de ver os sacos! A senhora, talvez indignada com o que lhe tinha dito, vai mexe nos sacos e diz: "Mas estava com receio que levasse aqui alguma coisa!?" E quando ela sacode os sacos, sai de lá uma pasta de dentes.

A senhora, lá engoliu a sua arrogância, e não disse mais nada!

Eu acredito que até foi sem querer e que a surpresa dela foi igual à minha, mas isto só prova que o nosso pedido é mais que legitimo!

sacossobretapete.jpg

Pedidos estranhos

Já aqui falei de algumas perguntas ou pedidos estranhos no supermercado. Relembro um dos mais conhecidos do meu blog, a do cliente que pergunta se vendemos iogurtes para cão, mas daqueles sem lactose!

imagem899.jpg

Também já me perguntaram por uma papa que eu conhecia porque ainda foi da minha geração, mas muitos desconhecem a farinha 33, que penso que já saiu do mercado há mais de uma década;

 

Também já me pediram para arranjar alguém que leve as compras ao carro, apenas porque sim, e não por terem alguma dificuldade em andar;

 

Já me perguntaram onde estão artigos, que são marca branca de outro supermercado;

 

Já pediram para experimentar determinado artigo ali na caixa;

 

Pediram para eu ir a um corredor, quando estava na caixa a atender alguém.

 

Enfim...

A "escola" dos miúdos

Estou a atender um casal com um filhote. O menino, muito bem comportado, está  a ajudar os pais com as compras. Entretanto vejo-o a olhar fixamente para aqueles topos que estão junto das caixas. E diz ele à mãe:

Menino : - Mãe eu tenho-me estado a portar bem, não tenho?

Mãe: Sim, filho!

Menino: - Então e podes-me comprar ... ( não cheguei a perceber o que ele pediu).

A mãe olhou para mim e riu-se, e eu igualmente. Eu até lhe disse que já tinha visto aquela cena em qualquer lugar! E depois comentamos que os miúdos andam todos na mesma escola. E é verdade, o meu filho já me fez a mesma conversa, vão de mansinho para pedir alguma coisa! São uns sabidos!

 

Olhe aí por ela um bocadinho...

Uma cliente (daquelas que não é frequente ver ali) com a sua filha aí de uns três anos de idade, pede-me para olhar pela menina enquanto vai buscar um artigo que se esqueceu. E deixou a menina sentada num carrinho daqueles azuis que não têm o compartimento para sentar as crianças! Como é próprio da idade, a menina não estava sossegada e precisava de cuidados para não cair. Tive de parar o registo e assegurar-me que a menina não ia cair. A mãe que fora buscar um artigo, acabou por trazer mais artigos e demorar-se um pouco mais. Talvez por ser bastante nova, fez tudo descontraída, ou então sou eu que estranhei porque sou mãe galinha!

 

Um pedido original ... //... Visitas

     

 

Uma senhora daquelas, aparentemente muito fina e educada, chega à caixa com o seu carrinho repleto de artigos e faz aquele som "pst",  depois pergunta-me se eu podia fechar a caixa, eu fiquei a olhar e pensei que devia ter percebido mal e disse:" desculpe?" Então a cliente (que eu não recordo de ser cliente habitual) disse-me que no supermercado Y, as minhas colegas fechavam a caixa para não vir mais ninguém, afim de que ela fosse atendida com tempo.
 
Eu até andei a olhar em redor à procura de uma câmara escondida não fosse isto ser para os apanhados. Mas apenas respondi num tom muito meigo "não posso fazer isso".
 
Felizmente, não havia muito movimento, e correu tudo normalmente. Presumi que a cliente não queria ninguém na fila a olhar para os seus artigos, ou algo do género! 

 

   Visitas

 

 Obrigada a todos por fazerem chegar a lupa de alguém a este número...