Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Eu ainda sou do tempo do Modelo Prisunic - diz cliente

Uma cliente, em conversa, diz-me que há muitos anos atrás também trabalhou num supermercado, quando este se chamava Modelo Prisunic.  Pergunto de quem era  e a senhora diz já não sabia explicar, mas primeiro chamava-se  Prisunic depois Modelo e agora é Continente Modelo.

 

Como nunca tinha ouvido nada a este respeito, por curiosidade, fui pesquisar, mas não encontrei praticamente nada de relevante! O que encontrei é relativo a 1988!

 

news123361.jpg

Atualização: uma seguidora da página de Facebook de "A lupa de alguém" ainda tinha o seu cartão de colaboradora do Modelo Prisunic, que prova que existiu mesmo e era, ao que disseram,  da Sonae junto com uma empresa francesa,  tinha o seguinte logotipo.

modeloprisunic.JPG

 

 

Regresso ao passado

Os clientes já começam a adaptar-se a este sistema de não haver sacos de plástico de oferta. Até parece que há uma moda para estes sacos. Existem tantos modelos e tão diversificados. Por vezes, os clientes, trazem sacos tão diferentes, alguns tão bonitos que não resisto em falar sobre eles e perguntar onde os compraram. Muitos deles foram marcas próprias que ofereceram aos clientes como bónus ou na compra de alguma coisa.

 

Mas um dia, uma senhora trazia uma cesta, uma cesta que me fez viajar no tempo e recordar, de quando tinha uma destas,  e ia à mercearia da minha localidade fazer as compras. Como não havia clientes, fiquei ali uns breves minutinhos, na conversa com esta cliente sobre estes tempos e sobre os anos que aquela cesta tinha.

cestantiga.jpg

Provavelmente esta cesta vai voltar a ser fabricada, talvez com alguma inovação. Que pena a minha cesta já não existir. Foi uma conversa bastante agradável!

Regresso ao tempo das mercearias

Uma senhora de idade e a sua jovem neta compravam um pacote de detergente da marca Continente. O custo era de 10,02€ e era a avó que pagava. Então a avó diz-me: " Então e não tira ao menos os dois cêntimos?" Mesmo antes de eu responder, a jovem diz: " Oh avó, aqui não dá para fazer isso!"

Achei graça, pois esta senhora certamente não está habituada a grandes superfícies, deve de ir à mercearia, onde há este tipo de arredondamentos.

Foi quase um regresso ao passado!