Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Olha o espírito natalício no supermercado

Até na troca de turno, onde deveria limpar o meu posto de trabalho, os clientes não deixam, não são capazes de aguardar um minuto, mesmo nós a pedirmos, com receio que alguém lhes passe à frente, atiram com as coisas para cima do tapete...

Natal[1].jpg

Vá lá, não stressem... Já andamos o ano inteiro a correr, calma, afinal é Natal!

Boas compras!

Onde pára o espirito natalício, na ida ao supermercado?

super-in-christmas.jpg

Nos últimos dias, tenho notado as pessoas muito stressadas, apressadas, impacientes. Parece que andam numa correria enorme para chegar não sei onde. E os dias de maior afluência ainda não chegaram...

 

Uma senhora, depois de colocar alguns artigos no tapete, pega na sua grande carteira aberta e coloca-a em frente ao scanner onde eu tenho de registar os artigos. Digo:" olhe deixou aqui a sua carteira, e assim, não consigo registar", lá a tirou... Deixa-me indignada este abuso do espaço da operadora de caixa que já é tão pequeno!

carteirainvade.jpg

Não quero parecer desconfiada, mas uma vez, eu tinha os selos dos copos à minha frente e um senhor estava debruçado em cima do meu ecran, com as mãos quase a chegar aos selos, e a tapar-me a visão para o ecran.

 

De outra vez,  uma senhora estava ainda a arrumar os seus produtos, já uma das clientes seguintes estava a colocar sacos abertos, no tapete de saída.

 

De outra vez ainda, estava uma senhora a querer marcar o código do multibanco e tinha um senhor mesmo colado a ela , de forma que a senhora estava só a enganar-se no código, tive de pedir ao senhor que se desvia-se um pouco, ficando este todo ofendido!

 

 E um senhor que levou literalmente com o carrinho de outro nas costas, pois o outro vinha de costas a empurrar o carrinho e não viu que a pessoa ainda não tinha saído dali!?

 

Faz tanta falta umas marcas no chão para que o cliente que está a ser atendido fique protegido quer dos encontrões, quer da privacidade no pagamento e embalamento das suas compras, bem como, um novo sistema de caixas onde as operadoras não sejam invadidas pela ocupação indevida dos clientes incivilizados, que mexem nas nossas coisas, e invadem o nosso espaço!

Há pessoas que não gostam do natal

Existem pessoas que, por algum motivo não gostam do Natal. Este ano, no supermercado, pude comprovar. Um senhor sisudo dizia-me: "pois sexta-feira isto vai estar fechado", eu digo "pois é dia de natal", ao que ele responde: "é um dia como os outros, não faço caso, e aborrece-me estar tudo fechado e precisar de comprar alguma coisa urgente"!

 

De outra vez, uma senhora, aí dos seus 40 anos (bem gira), dizia-me: " está a ver esta garrafa de vinho? É para me embebedar na noite de natal a ver se me esqueço que é natal"!  Eu pergunto. "não gosta do natal?". Ela responde: " como sou divorciada, os filhos vão para a casa do pai e vou ficar sozinha, e o natal deixa-me sempre triste"!

 

Entre estes dois exemplos, mais clientes, disseram não gostar muito desta euforia, ou por causa do dinheiro que se gasta, da confusão, ou até porque a data está associada á perda de alguém!

 

Enfim, nem sempre o natal é quando o homem quiser...

naogostarnatal.JPG