Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lata deles

juty1207.jpg

Um casal já de meia idade, depois de colocar quase todos os artigos no tapete, passa com grande rapidez o carrinho e curva-o para um lugar onde a minha vista não alcança o seu conteúdo. Mas eu vi que tinha lá alguma coisa. Vou ver eram pacotes de leite, e disseram: "está aí um em cima, quando lá chegasse a gente avisava"! Ao que eu respondi: "mas eu tinha de confirmar, e a correr   assim com o carrinho, como é que eu confirmava!?"

 

E ficaram em silêncio o resto do tempo. No entanto eu agradeci e despedi-me com toda a educação. Mas fiquei em alerta, pois isto assim, mesmo que até tivessem boa intenção, não foi correto da parte deles.

Lata

Pergunto a uma cliente se tem cupões, ela faz-me sinal de "espera" com a mão e começa a mexer no telemóvel. Supus que teria alguma SMS do continente ou a aplicação do continente que vai dar aos cupões. Ela continuava a teclar. Depois arruma o telemóvel e diz-me:  " o que foi que me perguntou?" Aí percebi que ela esteve só a escrever alguma mensagem no telemóvel ou algo do género e que me fez esperar, a mim e ao senhor que estava na fila!

 

Grande lata!

é-preciso-ter-lata.jpg

É preciso cá uma paciência...

A cliente diz que vai apenas buscar uma coisa que se esqueceu, mas demora-se imenso tempo, porque afinal, esqueceu-se de muitas mais coisas! Eu já tinha quase tudo dentro dos sacos (eram muitos e já não havia espaço livre). Quando a cliente chega, invés de ir colocar os sacos dentro do carrinho, resolve ir espreitar para dentro dos sacos e diz: " desculpe lá mas eu é que queria arrumar as compras , que isto são coisas para duas casas e eu prefiro levar já tudo separado!" Eu olhei para ela e disse com ar de desilusão : "eu não acredito"! As outras pessoas da fila já estavam para mudar de caixa. Mas a dita cliente, lá teve um pingo de vergonha e arrematou dizendo: "Deixe estar, eu depois separo!"

 

 

É preciso lata para tanto saco!

é-preciso-ter-lata.jpg

Sempre que escrevo um post sobre sacos, tenho sempre dois tipos de comentadores, os que são a favor da distribuição desmedida e gratuita dos mesmos e os que são ecologicamente contra. Muitas vezes, acontecem-me episódios relacionados com o assunto, mas se eu fosse a escreve-los todos, tornavam-se repetitivos.

 

Mas mesmo assim, este tenho de o contar:

Quando determinado casal, já de alguma idade, mas não velhinhos, chega à minha caixa eu tinha um monte de sacos no tapete porque os estava a organizar. O senhor dá uma cotovelada a esposa diz-lhe baixinho: "vá apanha estes sacos!" Como se eu não estivesse a ver nem a ouvir. Resolvi respirar fundo e não ligar. Mas fiz questão de embalar todas as compras com os sacos os que eu tinha à frente, não colocando assim, outros à disposição. Entretanto a esposa pega nos sacos e vai andando, enquanto o senhor fica a pagar. No final diz-me: "olhe não me dá uns saquinhos"! Pensei : Que grande lata! Respondi, em tom suave : " olhe peça à sua senhora que ela levou um ganda monte deles!" O senhor respondeu :" Ah levou!? Não fiz reparo!"

Enfim...até uma pessoa calma como eu perde um pouco a paciência se está a ser "enganada"! 

"Não se importa que eu passe só duas coisitas?"

Como agora não temos a caixa expresso, mesmo que um cliente tenha só um artigo tem de esperar a sua vez, ou então pedir a alguém se o deixa passar.

Agora peço-vos que se coloquem no lugar do cliente que tem apenas duas coisas. Quem vos deixou passar fez-vos um favor, certo? O que se espera é que não demorem muito tempo já que vos fizeram ( repito) um favor! Pelo menos se fosse comigo era o que eu faria!

Este cliente que pediu a vez para passar duas coisitas, teve a displicência de  :

- Querer duas contas, porque um dos artigos não era para ele;

- de pedir factura de um dos artigos;

- tirar dúvidas da data de validade de um dos artigos;

- demorar tempo a encontrar o nº contribuinte para a factura...

 

É preciso ter mesmo muita lata!

 

Há sempre alguém a tentar enganar alguém

 

Depois de a cliente ter colocado todos os artigos no tapete, reparo que tem imensa papelada no fundo do carrinho. Debruço-me para verificar se era tudo publicidade e vejo papel de jornal. Como a senhora notou o meu reparo, diz : "Estes jornais são oferta não são? Estavam lá a um canto! " A minha colega da frente virou-se para trás e fez um gesto de dúvida. Pego num dos jornais e vejo que tem a data desse dia. A senhora diz : "então se não é oferta registe só um, pronto!" E nem expressou preferência, eu é que escolhia! Já viram a lata da velhota...
 

 

Há sempre alguém a tentar enganar alguém! Mesmo eu tendo sempre a minha "lupa" por perto, às vezes é difícil. Estas situações tornam-nos desconfiadas, e há clientes que não merecem isso!