Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Um saco com asas para voar

Um senhor pede-me um saco com asas. Ora como todos os sacos têm, à partida asas, perguntei se era dos de plástico. Disse que sim. Dei-lhe o saco e ele disse que tinha uma reclamação a fazer.

 

Eu: - Então diga!

Cliente. - É o saco!

Eu: Então não era de plástico?

Cliente. - Não, eu pedi com asas!

Eu : - Mas tem asas!

Cliente. - Ah tem, então porque não voa!? Devia voar até ao carro sozinho!

 

Estava a brincar comigo. Por vezes há destes clientes que vêm inspirados.

 

Por vezes são piadas secas, mas sempre dá para descomprimir...

 

Mas ao fim e ao cabo, os sacos de plástico até voam, já vi alguns a voar pelas ruas, pelos céus, pelo mar...

 

imagem13JPG.jpg

A pinta do miúdo

image342.jpg

Estou a atender um senhor acompanhado do seu filho, que terá cerca de 10/11 anos. Levam uma guloseima. O pai está a fazer o pagamento com multibanco, e o filho pergunta se já pode abrir a embalagem e comer a sua guloseima. O pai não responde. O filho repete a pergunta, mais duas ou três vezes, o pai continua calado. O miúdo olha para mim, sorri, encolhe os ombros e diz "o meu pai ás vezes, fica surdo"!

 

Lá nos rimos...Este miúdo, tão natural na sua atitude,  teve a sua graça!

O padrão dos sacos

Na caixa atrás da minha, uma cliente queria  sacos, dos ecológicos pequenos. A minha colega só tinha um padrão que tinha legumes, onde o tomate se evidenciava. A minha colega pergunta-me se eu tenho outros, com outro padrão. Eu mostro e o padrão era igual. Diz a senhora: "Ena tanta tomate, levo dois, assim sempre tiro a barriga da miséria"!

 

Claro está, que esta senhora animou o pessoal!

sakos.jpg

Momentos de humor são bem-vindos

 

Até pode haver dias em que aparece um ou outro cliente mais difícil. Mas não falo deles para me queixar, mas para desabafar, e dar a conhecer como é o atendimento ao público.

 

Mas tenho de dizer que é com satisfação que faço este trabalho. Por vezes até me divirto com os clientes. É um tempo bem passado. Sou uma sortuda porque faço aquilo que gosto e ainda recebo uns trocos! Quantas pessoas podem dizer o mesmo!?

 

Hoje atendi uma cliente, que traz sempre tão boas energias. O tempo que passo a atendê-la,  é tão bom, que me apetecia que ela ficasse mais um bocadinho... Estava a dizer-me que na hora de pagar a conta, o marido desaparece sempre. E depois, na brincadeira,  dizia ainda que os homens fazem falta, para pagar contas, depois eu digo "para mudar lâmpadas" e ela diz "e para mudar pneus"! Estava um senhor na fila que achou graça e até entrou na  nossa conversa!

 

Não foram estes dois dedos de conversa que atrapalharam o funcionamento da fila, muito pelo contrário...foi um momento de entusiasmo para muitas pessoas.

 

 

furado[1].jpg

Brincar com os legumes e com a língua portuguesa

786jpeg.jpg

Há um casal que costuma ir habitualmente  ao supermercado, vão sempre animados, apesar de, já me terem dito que não têm uma vida fácil. Desta ultima vez levavam legumes.

 

Eu registei tomates e o senhor disse "não me amasse os tomates", depois registei um pepino e ele  "não me esfole o pepino"! E a esposa sorria...

 

São brincadeiras inofensivas, com o devido respeito, que fazem bons momentos. Mas, nem todos os clientes têm esta capacidade... Estes são especiais!

A cliente da quinta

Depois de tanto tempo a trabalhar no mesmo lugar, já vou conhecendo algumas coisas nos clientes. Como por exemplo, os que lá vão todos os dias,  os que vão um dia por semana e os que só vão uma vez por mês!

 

Há quinta feira vai lá uma cliente, que está sempre tão bem disposta, tão animada, tão espirituosa, é uma alegria e satisfação atendê-la e falar com ela. Costuma falar-me entre outras coisas,  dos seus netos, um deles já conheço, é um menino aí dos seus 12 anos, muito gentil ,  educado e giro !

 

São pessoas como esta, que me fazem gostar de estar neste trabalho!

21546.jpg

O andar do coxo!

Um cliente deixa a sua canadiana em cima da parte de lá do tapete enquanto ensaca e arruma os produtos. Concluído o processo vai embora. É aí que eu vejo aquele objecto e começo a chamar o Sr.: " Olhe faz favor! Ó senhor...Olhe!" Mas ele nada, e eu como não podia sair dali, subi o volume da minha voz, mas nada! Teve de lá ir uma cliente chamar o senhor!  Toda a gente a olhar para a cena e a rirem-se. Pois, tal como eu deveriam de estar a pensar, como é que alguém se pode esquecer de um acessório que supostamente faz tanta falta! Depois houve alguém a dizer, que apenas o chapéu de chuva tem justificação para ser esquecido !

 

E outro senhor a dizer: " estão a ver como é  que se apanha melhor  um mentiroso que um coxo?!" 

Eheheheh