Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

E assim se fura uma fila

Estava eu a atender uma senhora, tinha mais dois ou três clientes em espera,  abre uma nova caixa atrás de mim. A minha  colega chama por ordem de fila, e há uma senhora que nem estava em fila e passa descaradamente. E diz outra senhora: "Olhe desculpe, não ouviu que era por ordem de fila!?" Ao que esta responde: "Esta bem, está bem, mas eu estou mal disposta, não posso estar muito tempo à espera!"

 

Eu e a senhora que estava a atender ficamos perplexas com a atitude, ela riu-se e disse:  "que granda lata"!

furafilas001.jpg

Mais uma chica-esperta, a furar uma fila. Até podia estar mal disposta, e precisar de passar, mas a educação ficava- lhe tão bem!

Se a chamada não é urgente, aguarde...

Uma cliente está a colocar os artigos no tapete com uma só mão porque a outra está a segurar o telemóvel, enquanto fala. Entretanto termina a conversa, coloca mais um ou dois produtos e de novo está ao telemóvel. Já está outra senhora na fila. Pergunto se quer sacos, acena que não. O tapete já está cheio, e a senhora ainda não arrumou nada, porque está ao telemóvel. Lá desliga e começa a arrumar as compras diretamente no carrinho. Vai daí, pela terceira vez uma chamada! Eu já registei tudo, e preciso de avançar. Pergunto em voz bem alta se tem cartão, o que pareceu ter afetado a audição da senhora. Lá diz à outra pessoa que já lhe volta a ligar.

 

Depois desta despachada e de sair da caixa, a senhora que estava a seguir diz: "As pessoas são mesmo inacreditáveis, já quando fui ao multibanco para levantar dinheiro, ela estava à minha frente, a falar ao telemóvel, e não se despachava, já me estava a passar, e agora, tive de levar de novo com ela, haja paciência"!

esefosse.jpg

Lata

Pergunto a uma cliente se tem cupões, ela faz-me sinal de "espera" com a mão e começa a mexer no telemóvel. Supus que teria alguma SMS do continente ou a aplicação do continente que vai dar aos cupões. Ela continuava a teclar. Depois arruma o telemóvel e diz-me:  " o que foi que me perguntou?" Aí percebi que ela esteve só a escrever alguma mensagem no telemóvel ou algo do género e que me fez esperar, a mim e ao senhor que estava na fila!

 

Grande lata!

é-preciso-ter-lata.jpg

As discussões entre casais na fila do supermercado

Já por diversas vezes tive de assistir a discussões de casais na caixa. Normalmente discutiam por causa das compras, dos preços, das quantidades. Mas desta vez foi diferente. Eram palavras mais duras, o homem chamava a mulher de mentirosa, dizia-lhe que ela não sabia o que era amar, e coisas do género. A mulher secava as lágrimas dos olhos e pedia em voz baixa,  para falarem no carro, ao que o homem em voz bem alta respondia, que falava onde ele quisesse. Isto tudo na fila com outras pessoas, tudo em silêncio, apenas se ouvia este homem. Até fiquei incomodada, tentei não olhar de frente para eles, foi a senhora que pagou e levou as compras e o senhor foi atrás dela.

Um casal  jovem.

Que situação!

Falta de civismo numa fila de supermercado

As situações caricatas de falta de civismo continuam a acontecer no supermercado. Uma senhora, aparentemente muito fina, deixa o seu carrinho cheio de compras na fila a marcar lugar e vai buscar mais artigos. Chega uma outra senhora passa pelo carrinho, e eu atendo-a. Aproximam-se outras pessoas da minha caixa, mas como o carrinho está a impedir a passagem, ninguém fica na minha caixa. Saio da caixa e puxo o carrinho para o lado, e atendo duas pessoas. A dita senhora vem por umas coisas ao carrinho, volta a puxa-lo para a fila, onde impede novamente que eu atenda mais pessoas, uma das senhoras que eu estava a atender, vai, e desvia o carrinho. Pela terceira vez lá vem a senhora colocar mais umas coisas no carrinho e quando um senhor quer passar para ser atendido esta senhora diz-lhe que o carrinho é seu e impede-o de ser atendido, mas ela, volta a abandonar o carrinho a marcar lugar e vai buscar mais coisas. Eu vou  chamar o senhor, mas este prefere ir a outra caixa. Finalmente a senhora vem colocar os seus artigos no tapete.

 

O que é que dá vontade de fazer!?

Quando a fila não avança

É muito comum os clientes levarem um montinho de talões da Galp e pedirem para repartir a conta em parcelas de 15€ ou de 30€ de forma a os descontarem todos. O complicado é quando esta situação acontece num dia de grande movimento. Quem está na fila desespera com a demora, porque pagar, fazer troco, entregar talão, recomeçar de novo, leva o seu tempo. Mas o sistema permite esta situação e a operadora de caixa não pode negar este pedido do cliente. Da ultima vez que este episódio  aconteceu as pessoas que estavam na fila começaram a barafustar, e as frases que ouvi mais foram:

" Se fossem todos assim, isto parava!"

" Você não devia permitir isto!"

 "Isto é um abuso!"

Tento me abstrair e não ligar, mas nem sempre é fácil, porque se por um lado os clientes têm todo o direito em usar o maior número de descontos possível e assim poupar algum dinheiro, por outro lado quem está na fila acaba por esperar mais que o normal!

Será que existe uma solução? Para já, não!

 

Pedir a vez na fila

Acho que pedir a vez a alguém quando apenas se tem dois ou três artigos, é normal (uma vez que não há caixa expresso)! O que não acho normal é a pessoa agir como se estivesse na sua vez e aproveitar para tirar dúvidas, para pagar um artigo de cada vez, para estar nas calmas! É que parece que está a gozar com quem lhe deu a vez! Acho que o normal, seria, pensar: " já que estão a fazer a gentileza de me dar a vez, vou despachar-me o mais depressa possível e agradecer"!

 

lentidao de tartaruga.jpg

Quem está primeiro...

Aquela parte em que, quando vamos iniciar o nosso turno existem filas enormes, e que nós temos que dizer: "por ordem de fila podem passar a esta caixa" por vezes é um caos! Porque as pessoas começam logo a discutir, para decidirem quem está primeiro. Hoje uma senhora dizia:"mas a menina não viu que eu estava primeiro?" Respondi que não! Sinceramente, eu acho que não tinha de ser  eu a dizer, porque além de não ter reparado, tomar a posição de alguém ainda ia gerar mais confusão, por isso neste assunto, nem me meto!

 

A Fila é uma invenção do ser humano

Continuo a achar que o que mais custa aos clientes no supermercado é enfrentar a fila, ou o tempo que demora até chegar a sua vez. O sair de casa, o passar pelo trânsito, o andar pelos corredores a empurrar o carrinho e a escolher os produtos, leva-se bem. Mas depois quando param na fila é o desespero. Se aparece um artigo que não passa, ou que não passa ao preço que estava na prateleira, já a coisa não corre bem!

 

O ideal para os clientes era que não existissem filas! Mas como tal não é possível, a não ser no Continente on line, o ideal era já estarem preparados para as filas. Se à partida já sabemos que as vamos encontrar, é psicologicamente mais fácil, aceitá-las.

 

«Se alguém me pedisse para responder com rapidez o que nos diferencia dos macacos, eu responderia: A FILA! Nunca, ninguém vai ver macacos a fazerem  fila para pagar a comida no zoológico, muito menos em seu ambiente natural. A Fila é uma invenção do ser humano; uma invenção chata, porém, necessária.» O antagonista