Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

É preciso ter muita paciência no atendimento ao público

Uma cliente estava a arrumar os seus artigos nos sacos, quando me diz que se esqueceu de uma coisa e que vai, num instante, buscar!

Entretanto o tapete começa a ficar cheio de coisas, eu termino o registo e a senhora, nunca mais volta. Com a intenção de despachar as coisas, para que os outros clientes não fiquem á espera, vou embalando as compras da senhora nos sacos, colocando os detergentes nuns sacos e os alimentos em outros. Quando ela regressa, não trazia um, mas vários produtos. Quando vê que embalei os artigos nos sacos, despeja-os, dizendo que, tinha de levar as coisas separadas, porque havia coisas dela e outras da mãe!

De vez em quando, surgem estas pessoas assim, sem noção. Só fez foi empatar os outros clientes. Nós por vezes queremos ajudar, com o embalamento nas compras nos sacos, e as pessoas, são cheias de critérios para as compras irem nos sacos!

É preciso ter muita paciência!

atendimentoaopublico.jpg

A fase do pagamento é dolorosa...

Por vezes, acham que as filas demoram. Podem até pensar que somos nós, que não nos estamos a despachar. Podem julgar que por trocarmos umas palavras com o cliente, isso atrasa o nosso trabalho, mas, acreditem, que não é isso que acontece.

Por vezes, só quem está no terreno, dia após dia, é que pode dizer onde  é que se tem de acelerar, e onde se tem de mesmo esperar, ou seja, quando não depende de nós, pois além de nós, há o sistema, e os clientes.

É claro que todo este procedimento, em contexto de covid-19, desacelera um pouco o processo. Mas, assim que um cliente passa para o lado do embalamento, o cliente seguinte avança logo, mesmo que ainda não tenha espaço para colocar os seus artigos no tapete de receção dos mesmos, e, assim, o outro cliente que estava mais atrás, já fica mais próximo.

Muitas vezes, nós não podemos acelerar mais,  porque o cliente não deixa, não permite. Um dia destes atendi um senhor que arrumava as compras muito devagar, mas não era velhote e não quis ajuda. Não quis ajuda, porque queria levar os artigos já separados para qualquer coisa,e, ainda por cima, estava só a mudar artigos de um saco para o outro, depois de já ensacados. Claro que o cliente é livre de arrumar as suas coisas de acordo com a sua vontade, mas também, não é para ficar a fazer sala...

Pessoalmente, quando estou como cliente, apenas tenho cuidado para não juntar comida com detergentes que possam verter, de resto, é a despachar, não estou cá com critérios de arrumação, não gosto de fazer os outros esperarem, mesmo que esteja na minha vez!

E o momento de pagar!? Eu sei que é uma parte dolorosa, ter de despender o dinheiro que tanto custou a ganhar, mas já se sabe à partida, que tem de ser. Então porque é preciso, abrir uma carteira tirar o cartão, arrumar, procurar outra carteira com as notas, arrumar, um envelope com os cupões, procurar o cartão do contribuinte? Por vezes, percebe nessa altura, que o multibanco ficou na viatura e lá vai a correr. Por a conta em espera para atender outra pessoa, quando há pessoas ali e artigos e se tem de manter o distanciamento, não é possível!

Quando vejo a pessoa já a demorar tanto, até evito pedir trocos, mas tenho de perguntar se tem cupões, e muitas vezes, em vez de responderem "sim, está aqui", fogem a correr direto à máquina de imprimir cupões, quando o deviam de fazer à entrada. É que nunca se lembram!!!

O tempo que têm de esperar na fila, podiam por tudo a jeito, incluindo ativar a aplicação do continente.

Agora com a campanha da pyrex, ainda há clientes que querem fazer contas de vinte euros, ou múltiplos de vinte, isso também faz a fila demorar mais, quando pedem para ir buscar mais um pacote de cotonetes, por  exemplo.

Porque quando atendo aqueles clientes que já trazem tudo pronto, (porque existem esses clientes, aliás há um senhor, já com alguma idade, que já trás a aplicação ativada, vira o ecrã do telemóvel para mim, com o contribuinte associado e faz pagamento através do continente pay - já não peço tanta perfeição) a fase do pagamento é muito mais rápida!

Se os alguns clientes colaborassem um pouco mais quer no critério de embalamento, mas principalmente na fase do pagamento, iam ver como as filas não demoravam tanto a dispersar.

covi19.jpg