Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Bem disposta, trabalha no que gosta !?

Podem achar, que por eu partilhar, em maioria, as situações mais caricatas ou menos boas que surgem com os clientes, sejam essas as que mais acontecem, mas não! Não é assim! Há muito mais situações positivas, normais, só que por serem tão comuns e vulgares, eu não lhes dedico tanto tempo antena!

Mas, quero dizer que sou muito grata, pela forma como a maioria dos clientes me tratam, pelo respeito, pela valorização, e pelas palavras amigas, que tantas vezes me salvam o dia.

Todos os dias quando saio do trabalho, tenho plena consciência que dei o meu melhor, e que fiz de coração. Claro que o dinheiro no fim do mês também me dá jeito e também trabalho por ele, mas também gosto muito de fazer o que faço!

Gratidão!

TYU7658.webp

GostopeloTrabalho.jpg

todos dias quando saio do meu trabalho.jpg

Um agradecimento aos clientes...

Ontem, faltou a luz. Numa hora com alguma afluência de pessoas.

Havia pouca claridade, o gerador não devia de estar a cem por cento. Na  minha caixa, o tapete não andava e o scanner não lia os códigos de barras. Até que a situação se resolvesse, ia digitando o código de cada produto. Pensei que seria situação de uns minutos, como era habitual. No entanto, continuava assim. Comecei a stressar, pois queria ir mais rápido, mas não conseguia, e, com a pressa, digitava mal os códigos e tinha de repetir! Penso que não era a única, mas havia caixas em que o scanner funcionava.

Posso dizer que perante esta situação, os clientes foram super compreensivos e prestáveis. Chegavam a acender a lanterna dos telemóveis para  ilumirem e assim eu  digitar melhor os códigos, porque, como já referi, não havia quase luz. Diziam-me que não fazia mal a demora que entendiam. Uma senhora, não sei se era psicóloga, mas a conversa com ela, acalmou-me bastante. Outra senhora até me agradeceu o tempo que estive a passar aqueles produtos todos um a um, disse-me que me ia deixar um café pago na cafetaria.

Eu pedia sempre desculpa aos clientes pela demora, e eles diziam que não havia problema. Estou tão, mas tão grata a estas pessoas que naqueles longos minutos me ajudaram e confortaram. Tão bom, quando é assim! Muito obrigada a todos!

agradecimentoaclientes.jpg

Flores para os clientes especiais

Um destes dias, umas senhoras, (três gerações avó, mãe e neta) que costumam  ir ao supermercado, sempre ao mesmo dia da semana, andavam à minha procura  para as atender porque gostam do meu atendimento e foi a mais nova que me disse, englobando as três. Fiquei comovida e feliz.

É sempre gratificante. Agradeci-lhes a preferência. É principalmente nestes tempos, que são de tantas lutas que sabe tão bem, ter esta apreciação. Tornaram o meu dia muito mais agradável!

agradecimentoaclientes.jpg

Momento de agradecer

Hoje estou aqui para agradecer. Porque nem sempre é momento de criticar, de apontar. Também existem clientes que cumprem as normas, desde sempre, que perguntam educadamente se podem avançar, que esperam no sitio certo que os chame,  que são atenciosos, simpáticos, cordiais, connosco. Muitos tem apoiado desde o inicio. Muitos dizem que ali se sentem seguros devido ás medidas, que muitos outros, desvalorizam! É importante sentir isto.

Saber que também há quem nos valorize. Pode parecer que só publico as situações menos boas, e que essas são a maioria, mas também há clientes que nos fazem sentir que vale a pena!

Alguns clientes mesmo não indo à minha caixa, tem a amabilidade de por lá passar, só para desejar "Boas Festas", isso é um conforto muito grande, justamente  nestes dias de luta para manter as regras, principalmente a do distanciamento. 

Obrigada!clientesespeciais.jpg

Bem hajam!