Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Birras de adultos

desamuacriatura.jpg

Estava a atender uma cliente, outra já tinha as compras no tapete até ao fim do mesmo, chega um cliente e atira com os seus artigos para cima dos artigos da outra senhora. Digo que tem de esperar um bocadinho e afastar-se um pouco.

Ficou tão ofendido e amuado que resolveu  desviar-se aí uns 10 metros. Depois da outra cliente sair e começar a atender a cliente actual, digo ao senhor que agora já podia colocar as compras, vai ele responde: "Agora não vou, só vou quando essa senhora sair, não vá eu pegar-lhe a peste!"

A mente prodigiosa de certos clientes

Hoje, uma colega da frutaria vai às caixas avisar que deve de andar por aí um abacaxi sem rama, e diz que a quem calhar, é pedir a rama à colega, porque, como já sabemos, não se vende abacaxi sem a rama.

 

Entretanto, o dono da rama aparece logo numa das caixas e a situação fica resolvida.

 

Algum tempo depois, chega à minha caixa um senhor também com um abacaxi sem rama. Digo ao senhor que aquilo não se vende sem a rama.

 

E o senhor diz logo:" mas eu não como a rama, por isso, não tenho de a pagar".

 

Ao que eu digo:" também não come a casca da banana"!

 

"Isso é diferente" -  diz ele!

 

Pego no telefone para pedir a rama, e ele diz-me: " Assim não levo, o seu patrão que o coma, era só o que faltava! Já não chega, venderem a  carne com gordura, que tenho de a pagar e também não a como"!?

idieias.jpg

Até a senhora que estava na fila ficou indignada  com o facto do senhor ter arrancado a rama ao abacaxi!

 

Depois o abacaxi ficou ali na minha caixa e foi lá outra colega da frutaria perguntar o que se tinha passado, e quando lhe contei, mais pessoas da fila ao ouvirem, ficaram admiradas com a situação!

 

Haja paciência!

A pressa, mais uma vez, a pressa!

Um dia destes, estava eu a atender os clientes que tinha na minha fila, e um senhor que estava na fila atrás da minha caixa, começa a chamar-me:

 

Cliente: Olhe, olhe,  está aqui uma coisa com o preço errado - diz, apontando para um artigo da peixaria!

 

Eu: Então, mas o Sr não está na minha caixa, tem de falar é com a minha colega!

 

Cliente: Mas ela está a atender outra pessoa,  e depois vai demorar...

 

Eu: Então, tem de esperar um bocadinho...

 

Achei o cúmulo da pressa e da falta de bom senso. Então, eu agora tenho de dar conta de duas filas. O homem estava tonto, ou quê!?

 

Paciência infinita para esta gente!

 

19560243_zdW0S[1].jpg

Cliente entrega o multibanco para pagar em dinheiro

Uma cliente habitual (habitual em reclamar sempre de alguma coisa), já na fase do pagamento entrega-me em mão o seu multibanco. Insiro-o  na maquineta e digo-lhe "pode confirmar". A cliente marca o código e no fim diz: "Ah fez pagamento com multibanco!? Eu queria pagar em dinheiro. Mas pronto, deixe lá! Agora já está!"

 

Fiquei a olhar para a senhora com cara de espanto! Só me acontecem destas! As pessoas não sabem nem o que fazem nem o que querem. Anda tudo atordoado!

pagamento.jpg 

Será que as pessoas não se dão conta das suas atitudes

Estou a atender um cliente que me está a ditar o número de contribuinte. É um momento em que uma pessoa tem de estar com atenção e concentrada, certo!? Mas, nesse mesmo momento, está um outro cliente debruçado á minha frente com a folha dos cupões na mão a gritar para lhe dar informações sobre os cupões. Naqueles breves segundos, aquilo parecia uma conversa de malucos, eu a pedir a este cliente que esperasse só um bocadinho, o número do contribuinte do outro cliente a dar inválido, eu novamente a pedir a repetição do número e o cliente dos cupões que mesmo assim, continuava sem se calar!

Que falta de civismo!

mepoupe.jpg

Isso é melhor ser você a ver, eu sei lá já, o que comprei

Um cliente entrega-me os cupões de desconto associados ao cartão continente e eu pergunto se leva todos os artigos, ou seja, se era para passar todos os cupões, ao que ele responde: "Sei lá! Veja lá você!" Ao que eu respondo: "Então eu vou lendo e o senhor vai me dizendo se leva ou não!" Ao que ele remata dizendo:" Isso é melhor ser você a ver que acabou de registar, eu sei lá já, o que comprei!"

Eu olhei para todos os lados, na esperança que estivesse uma câmara escondida e este episódio fosse para os apanhados! Mas não, isto foi real!