Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Onze anos de "Lupa" na blogosfera

lupa11anosapo11.jpg

Faço  um balanço dos 11 anos deste blogue, (e também da blogger)  iniciado em 2008, com o nome A lupa de alguém  e com pseudónimo de Caetana.

 

  • Logo de início tive alguns visitantes, comentários alguns positivos, outros nem tanto. Em dezembro de 2008 este blogue foi mencionado  no blogue Corta-fitas, e apesar de algumas criticas, deu-me alguma visibilidade.
  • Fui contactada por uma jornalista para dar uma entrevista para a rádio, aceitei com a condição de manter o anonimato, foi para a rádio clube em abril de 2009
  • O primeiro destaque do Sapo blogs foi cerca de um ano após o começo, e foi a partir daí que as visitas e comentários começaram a aumentar.  
  • Em julho de 2009, o "lupa" foi o blogue da semana no programa do saudoso Pedro Rolo Duarte na Antena1 .
  • Em outubro de 2011, este blogue dá em livro. O lançamento foi para mim uma enorme pilha de nervos, já que falar em público é para mim um drama, mas até correu bem . Passei a usar o meu nome (Anabela) e deixei o pseudónimo.
  • Depois seguiram-se muitas emoções entre entrevistas a jornais locais, revistas online, como a Livros & Leituras, rádios e idas à televisão. Jornal Mirante, rádio Cartaxo, rádio da Azambuja, rádio Íris. Ida à SIC programa "Boa Tarde", depois novamente à SIC no horário nobre no jornal da  noite.
  • No supermercado e na rua as pessoas reconheciam-se, felicitavam. Foi muito gratificante.
  • Em 2013 surge o segundo livro, cujo lançamento é só em fevereiro de 2014.
  • Uma surpresa para mim, foi uma imagem do engenheiro Paulo Azevedo, pessoa que admiro, com o meu livro.
  • Em fevereiro de 2014 fizeram uma reportagem comigo, para o programa  Você na TV, sobre os meus livros. A TVI esteve em minha casa.
  • Seguiram-se anos com  muitos posts, vistas, comentários.
  • Em 2017 entrevista para a revista Blogazine , onde fui colaboradora durante dois anos e que muito gosto me deu.
  • Em 2018 este blogue recebeu uma nomeação para os Blogs do Ano , que me deixou muito satisfeita e agradecida pelo reconhecimento.

 

Se me esqueci de mencionar alguma coisa ou alguém, peço desculpa.

 

Não tenho planos para este ano 2019, pois não é habito fazê-los, tudo tem surgido naturalmente. Agradeço a todos os que têm dado apoio, comentado e  criticado, até.  Agradeço igualmente aos clientes que passam pela "minha" caixa de supermercado, pois são vocês a minha maior fonte de inspiração! É graças  a todos vós que este blogue tem crescido.

 

Obrigada ao Sapo, por todo apoio, ajudas, destaques e até esta entrevista.

 

Bem hajam todos! Obrigada!

 

Bloguista, ser ou não ser, eis a questão!

catologarblogues.jpg

Muito se tem falado, ou melhor, escrito em blogues. Muitos têm opinado, sobre o que é ser bloguista, o que é a blogosfera…Aliás estes conceitos já estão mesmo no dicionário .

 

Cada um é livre de ter a sua opinião. E a que escrevo, é apenas a minha, e vale por uma!

 

Então, para mim, um bloguista, para usar a palavra do português europeu, é uma pessoa que tem um ou mais blogues e escreve neles com a frequência que deseja ou pode. O blogue pode ter uma temática específica, ou não, são os autores ou autor que decidem isso. A blogosfera, é, digamos assim, a comunidades, o “bairro”, o universo onde tudo isto se passa; onde se interage com outros bloguistas. Ter um blogue, é um hobby, não é um emprego.

 

Agora outra questão de que se fala, é de bloguistas ganharem dinheiro com os seus blogues, mas , mesmo assim, continua, a ser um passatempo, não sei se no futuro, lhe passarão a chamar emprego.

 

Da minha experiencia pessoal, ganhei dinheiro apenas duas vezes com o blogue, mas apenas aconteceu, porque a publicidade estava relacionada com o tema do meu blog ”A lupa de alguém”. Entretanto, depois para continuar, teria de me inscrever nas finanças, passar recibos verdes, e achei que não valia a pena, não compensava. Não voltei a fazer, e já surgiram , outros convites, só que quem faz os mesmos , pede para que além de colocar um banner, eu redija um texto, que não tem nada a ver com a temática do blog (que sempre foi a mesma desde há 8 anos) teria de escrever sobre os produtos da empresa. Ora, assim, o blogue deixaria de ser meu, eu teria de escrever para agradar alguém, alguém que me estava a pagar, assim, se calhar, já não seria bem um hobby.

 

Agora, nos blogues de moda, por exemplo, acredito que as marcas concedam produtos aos autores para os testarem. Mas e se o bloguista não achar que o produto tem qualidade, escreve na mesma, bem, sobre o mesmo para receber o seu cachet?

 

Claro que, também deve de haver outras opiniões, bem fundamentadas e diferentes da minha. Li uma, que, tive de discordar, alguém disse «(…) Se não querem ser profissionais, e apenas escrever um diário pessoal, sem fins comerciais, serão outra coisa qualquer na vida, mas não blogger!» Vi este parecer aqui   .

 

Então, mas agora, há bloguistas profissionais e amadores? Os profissionais, são aqueles em que os autores são pessoas famosas!? Eles são mais bloguistas que eu? Ou os profissionais são os que ganham dinheiro e são particionados por marcas?

 

Para mim, podia chamar profissionais aos que escrevem bem, com correcção. (Sei que não é o meu caso, pois, tenho consciência dos pontapés que dou na gramatica!) Os jornalistas, por exemplo. Mas há mais, os professores os psicólogos. Esses, prestam realmente um serviço é comunidade. E esse serviço é normalmente gratuito! Os autores são profissionais nas suas respectivas áreas.

 

Eu acredito que exista mais blogues e bloguistas que escrevem para partilhar experiencias, desabafar, descomprimir, aconselhar, divertir, receber conselhos, elogios, criticas, se forem fundamentadas, muitos até no anonimato, do que como forma de ganhar dinheiro e de dar nas vistas!

 

Se calhar, podíamos pedir opinião sobre este tema a alguém com conhecimento de causa para opinar, um jornalista, por exemplo, e mesmo á equipa do Sapo Blogs, já que as outras plataformas, não têm uma cara/imagem/pessoa…

 

O meu diário profissional

 

Como sabem este blog é o meu diário profissional. Teve o seu inicio numa altura em que estava um pouco preocupada com esta profissão. A monotonia estava a deixar-me cansada. Comecei a pesquisar na internet sobre novos empregos. Queria mais uma ocupação para juntar a esta que já tinha!  Numa destas pesquisas encontrei alguns blogs, essencialmente blogs que eram autênticos diários pessoais. Foi aí que pensei neste blog. Aos poucos comecei a gostar mais do meu trabalho. Porquê? Porque os meus dias de trabalho começaram a ficar mais animados. Em vez de me lamentar por estar ali numa função estática, comecei a tirar partido das situações registando-as. Além de descomprimir, posso desabafar, aconselhar, informar. Enfim comecei também a gostar mais dos clientes e a compreendê-los melhor. Este blog tem me ajudado a evoluir profissional e pessoalmente.

 

E além de tudo gosto de estar na blogosfera, navegar por outros blogs, comunicar com os seus autores, receber visitas e visitar. É bom estar aqui!