Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Em modo robot

Um cliente chega à minha caixa, depois dos cumprimentos, diz:

"Olhe não quero saco, não tenho cartão continente, não quero contribuinte e vou pagar em dinheiro!"

Registo tudo ao senhor, e pergunto se tem cartão continente. Imediatamente  me recordo que o cliente já tinha dito que não, peço desculpa e digo que já faço esta pergunta em modo automático.

O senhor disse que compreendia, e sabia que nós repetíamos a mesma história vezes sem conta, e a intenção era me poupar a esse trabalho. Não deixou de ser um momento engraçado!

Por vezes também acontece os clientes darem logo o cartão no inicio, mas como a pergunta está programada para o fim, volto a pedir. E muitos deles dizem "mas eu já lhe mostrei" ou " outra vez?!"

É mesmo verdade isto está tão automatizado, que já sai mesmo sem ser necessário. Inclusive,  há certas frases que digo no trabalho, que depois repito no dia a dia, por exemplo,  alguém  me agradecer qualquer coisa e eu responder "obrigada nós"!

Até quando durmo, nos meus sonhos, digo estas frases e ouço o bip da caixa registadora!

eurobot678KLO.jpg

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.