Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

É assim tão complicado aceitar!?

Quando estávamos em estado de emergência, as pessoas estavam tão  preocupadas que o supermercado fechasse, que  acatavam bem as normas, mas agora,  muitas dessas pessoas, já não estão para isso.

Um dia destes fiquei agradavelmente surpreendida porque tinham acrescentado um pouco de acrílico  do lado da entrada do tapete. Até pensei que assim os clientes já não iam querer entregar os artigos pesados e não pesados em mão porque iam perceber que estando lá o acrílico, não era para o fazer. Além do mais estaria completamente fora da zona verde e justamente na zona vermelha.

No entanto enganei-me, continuam a existir aquelas pessoas, que teimam em entregar coisas pela frente, em mão, só porque lhes dá jeito. É impressionante. Gente que não aceita regras, nem os procedimentos da empresa, nem as nossas instruções. Para este caso só se o incumprimento desse assim um choquezinho, só assim ao de leve.

Cheguei a comentar com uma senhora, ela própria  também  admirada com a relutância de um cliente, que dizia "e porque é assim e não assim, mas para mim era melhor que fosse assim; e da outra maneira dava-me mais jeito", que também me dava mais jeito quando saisse do trabalho não ir dar uma volta enorme a uma rotunda, mas se está lá o sinal, eu respeito!

Outra coisa em que insistem é fazer fila única, quando não fila única, não há uma sinalética que diga haver, não há uma placa, nem o espaço está adequado a isso, estão sempre a avisar no áudio, há colegas sempre a fazer dispersar a dita fila. Até pode haver quem ache que devia de haver, mas se não há, têm que respeitar.

Também já há clientes a quererem passar, pela saída com compras, quando não têm compras, já andam com vontade de se andarem de novo a roçarem/chocarem uns nos outros.

É uma luta todos os dias para que certas pessoas percebam que esta situação  veio mudar o mundo, e estas novas regras, são na sua maioria, comportamentos muito mais cívicos e corretos que os anteriores!

imageJPG003.jpg

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.