Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

As mascotes do continente e o que elas provocam nas pessoas

Apesar de ainda faltar mais de um mês para o Natal, o espírito do mesmo já está instalado. Já se ouvem musicas, já se vêem decorações, etc., e ao continente já chegaram as duas mascotes. Antes da fusão do modelo e do continente cada uma delas pertencia aos respectivos, mas agora elas estão juntas e unidas, embora com funções diferentes. 

 

Não sei bem porquê, mas as pessoas lá terão as suas razões, nos vídeos da Popota há comentários muito desagradáveis a respeito. Este ano houve vários, entre eles um, em que uma mãe de uma filha de 3 anos fala da má influência que a Popota causa na sua filha, depois existem comentários onde chamam   nomes feios  à Popota. Quero  lembrar que a Popota é apenas um desenho animado. As pessoas podem gostar ou não, mas acho que exageram, quando detestam e tecem comentários tão fortes nas palavras.

 

Em relação à Leopoldina, não falam mal, apenas algumas pessoas lamentam o facto de a Leopoldina ter "perdido" as asas. Para essas pessoas, que têm saudades da Leopoldina com as suas asas, deixo este vídeo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enfim...

 

Já em 2010 quando cada uma das mascotes pertencia ao modelo e ao continente eu as juntava-as  na mesma imagem, repeti o ano passado.

 

        

 

  E este ano voltei a repetir.

 

 

A pequenada gosta da Popota

Quem vai ao Continente, já deve ter reparado, que na nossa rádio a música da Popota está sempre a tocar! Há quem goste, quem nem repare, e até quem não goste. Mas hoje, aconteceu uma situação engraçada com uma bebé bem novinha, devia de ter pouco mais de um ano. Vinha no carrinho no lado das compras de pé segurada nas bordas do mesmo. Quando a música começou a tocar, nem imaginam a graça, começou a gritar: "pó-pó"! E a dançar e tudo!