Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A caixa do costume

Sei que vou tornar-me repetitiva, mas ultimamente os casos mais caricatos acontecem na caixa das 10 unidades. Parece perseguição, calha-me sempre ficar lá. Mas se reclamo corro o risco de ficar ainda mais vezes lá. No outro dia chega lá um senhor com a filhota sentada no carrinho. Como o senhor tinha o carrinho cheio, disse-lhe que tinha de se dirigir a outra caixa, pois aquela era só até 10 unidades. Resposta do senhor: " mas eu tenho um baby"! A minha pergunta: "onde?" E ele aponta para a menina de 4 ou 5 anos. Eu sorri e disse: "mas esta é uma caixa expresso , e mesmo a outra caixa é para bebés de colo". Ele saiu de lá a reclamar e foi grosseiro! Os outros clientes da fila até ficaram indignados também, um até disse: "não sabem ler"!

 

Hoje mesmo lá fiquei na dita caixa, e quando disse a um casal que a caixa era só para dez unidades, o homem disse : " então se é assim ficam aqui as compras para você arrumar e eu vou a outro lado"! Felizmente a esposa, reconheceu o erro e pediu desculpa. Passei na mesma as compras num total de quinze. O marido ficou do outro lado a barafustar. No final das compras era ele que tinha o dinheiro. Ela pediu-lhe a carteira e ele grosseiramente disse :" agora não devia de te dar o dinheiro, tratam nos mal e tu ainda te rebaixas!" Houve um senhor que lhe chamou um nome bem feio. Eu pensei que aquilo ainda ia dar confusão! Acredito, que o homem nem deve ter percebido que aquele nome era para ele, pois  estava tão convencido que estava com razão, que nem ouvia ninguém!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.