Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

O que me aborrece...

Por vezes há dias e situações menos agradáveis neste trabalho, uma vez que lidamos com vários tipos de pessoas, de diferentes classes sociais, de várias idades e de diversos hábitos. Estes estados por vezes geram pequenos conflitos. Quase todos os supermercados tem uma "caixa expresso" ou/e uma "caixa prioritária ou exclusiva". Muitas vezes há clientes que não compreendem isso e fazem disso motivo de discórdia. Por exemplo se a caixa é expresso está assinalda e deve ser para clientes com poucos artigos(há mesmo um número especifico) ora então há sempre aqueles clientes que estão de olho para verem se o cliente anterior tinha mais artigos e foi atendido e este com menos estará a ser recusado. Isto parece mesquinho, mas infelizmente acontece. Como também acontece dizerem o seguinte." Menina não está aqui mais ninguém na fila porque não me atende?" Um episódio lamentavel que já tive foi um senhor me dizer que nós não queremos é trabalhar! Ora claro que não o podemos fazer pois são as regras do estabelicimento. Porém quando a situação acontece numa caixa perioritária e chega uma senhora grávida , pela experiencia que tenho tido , noto que há mais compreensão por parte das pessoas em cederem o lugar...

Apelo então para a compreensão de todos para estas situações, sejam mais razoáveis!