Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Um caso com cartão de crédito...

 

Hoje conto mais uma situação passada com clientes. Uma operadora de caixa com alguma experiencia como é o meu caso, também comente erros. A situação que conto teve o seu ponto alto no momento de efectuar o pagamento. O cliente deu-me o cartão visa e eu não reparei que o mesmo estava em nome de uma mulher. Claro está que se fosse um simples cartão de débito (ou multibanco)  não haveria problema, mas neste caso, não é bem assim. O cartão estava em nome da esposa. Eu quando dei conta já tinha saído o talão e só faltava o cliente assinar. Então eu peguei no telefone e falei com a supervisora que me disse para o senhor aguardar. Enquanto esperava o cliente lá foi barafustando.  Fi-lo entender que o lapso tinha sido meu, mas que íamos resolver o caso. Só que o cliente achava que o facto não tinha importância alguma, uma vez que já era prática habitual. Tive de explicar ao senhor que agora estão mais exigentes em relação ao assunto e que era uma norma que só visava a segurança do cliente. Minutos depois o caso estava resolvido e o cliente saiu de lá (penso eu) esclarecido.

 

Queria neste âmbito dizer e esclarecer que o cartão visa mesmo sendo de uma conta comum (de um casal por exemplo), só pode assinar a pessoa cujo nome vem no cartão, e ainda assim temos o dever de confirmar a assinatura pelo Bilhete de Identidade...

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.