Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Os horários de trabalho...

 

Como é do conhecimento de todos nós, trabalhadores, houve umas certas alterações na Legislação Laboral. O tema que eu quero focar neste post é o  Fim do limite do horário de trabalho diário.   Para quem não conhece ainda estas normas, passo a fazer um breve resumo. Em vez de um número diário máximo de horas de trabalho -  oito, há um alargamento, desde que não seja ultrapassado o tecto semanal, ou seja,  é  admitida a possibilidade de  fazer de 9 horas  diárias nuns dias, seguidos de  dias de horários mais leves, de seis horas por exemplo; O mesmo acontece com os horários de partime respectivamente. No caso da empresa onde eu trabalho estas leis já foram implementadas. O que é certo é que ninguém nos perguntou se aceitávamos ou se concordávamos, pelo menos que eu me lembre.

 

Na minha empresa, pelo menos para as operadoras de caixa as alterações não passaram só por esta "mexida", mas também deixamos de ter horários fixos. Quero dizer que todos os meses nos é dado um plano, onde além de o número de horas diárias não ser fixo, também a hora de entrar e sair não é fixa. Por exemplo tanto  tenho dias a entrar às 9h da manhã como tenho dias a entrar às 11:45h. Acontece muitas vezes ficar com o dia todo congestionado em função desta oscilação de horários.  Pelo que sei isto é completamente legal, mas  causa transtorno. Também já me aconteceu, enganar-me no horário, o que acho compreensível, uma vez que não é fixo. É como em todas as coisas, são assuntos que há divergência de opiniões, havendo os que concordam, os que não concordam e aqueles que são neutros. No que me diz respeito eu preferia como estava antes, pelo menos sabia organizar melhor o meu dia...