Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Respeito pelo nosso trabalho

É para mim, um certo stresse, estar a chegar à caixa, ter o posto para organizar, as moedas por abrir, e precisar ter a certeza que está tudo nos conformes para chamar os clientes, e as pessoas começarem logo a perguntar: "vai abrir, vai abrir"!?

Imaginem que eu digo,  "podem ir pondo os produtos" e depois haver uma avaria na impressora ou no sistema e as pessoas terem de retirar os produtos!? Além disso, as pessoas têm que vir por ordem de fila, não é  haver pessoas já nas filas e  alguém acabado de chegar,  ser logo atendido, não pode ser, há regras!

Houve recentemente, um dia, que uma pessoa fez a pergunta e eu disse que ia atender por ordem de fila. Assim sendo,  chamei e vieram clientes que estavam nas filas de outras caixas.

Essa pessoa voltou lá e confrontou-me com a situação dizendo  "daquela vez, as pessoas estavam lá paro o fundo, podia me ter atendido, que nem davam conta!" Respondi: "Ah mas eu  gosto de cumprir as regras." Ainda procurei a câmara, a ver se era para os apanhados!

apanhadossuper.jpg

Quando um cliente habitual, morre

Estava tranquilamente a mexer no telemóvel, quando surge numa página de Facebook,  numa agência funerária da zona, o anuncio da morte, daquele cliente doentito,  sobre o qual, aqui tenho falado, algumas vezes!

Tinha esperança que  com tratamento recuperasse, mas pelos vistos, o dia da partida dele , chegou! Vi o sofrimento da esposa, cada vez que ela ia ás compras e perguntava por ele. Houve um dia, que ela disse que ele estava melhor, mas, logo a seguir, disse que afinal, não estava nada melhor!

Achava que seria possível, fui demasiado otimista.

Como é que é possível que uma pessoa que tanto fez rir e divertiu os outros, tenha de ir embora assim!?

E agora quem nos prega partidas!? Quem nos vai animar em dias cinzentos!? Quem me vai chamar de "a romancista" da mesma forma!?

Imagino, que no lugar onde ele está agora, não terá dor, nem sofrimento.  Irá continuar  bem disposto, e a animar os outros habitantes do seu novo universo!

habitantesuni.jpg

O melhor cliente do dia

Estou a atender um casal de carrinho cheio, com um filho. Uma criança muito educada, e, no meu ponto de vista, sobre dotada!

Educadamente, perguntam-me como faço para o tapete andar, chamo-o para vir ao pé mim, mostro-lhe o botão e explico-lhe que à medida que vou tirando os artigos o tapete vai andando automaticamente. "Muito obrigado por me teres explicado, pois sempre quis saber!" Os pais dizem-lhe para  se calar, mas ele só queria conversa.

Começa a dizer como se calcula a raiz quadrada dos números, dizendo que está no terceiro ano, mas que já sabe coisas do 12ªano. Digo-lhe que matemática é o meu ponto fraco! Então ele prossegue, dizendo  "então e capitais sabes?" Eu digo "algumas"! Logo a primeira que ele me pergunta, fico a patinar, então ele responde. Depois vai perguntando, e eu, como boa aluna, lá vou respondendo, e a cada resposta certa ele, faz-me um ok com o polegar. Os pais vão dizendo para ele se calar, mas ele estava tão entusiasmado  e divertido, quanto eu!

Alegrou tanto o meu dia. Gostava tanto de o voltar a ver ! Já ele não estava lá e sempre que me lembrava dele, dava-me vontade de rir!

Que criança adorável, educada, inteligente, divertida, curiosa!

Grata por estes bons momentos!

miudosfgh.jpg

Quando a caixa está fechada, está mesmo, mesmo, fechada!

Foi uma lição que aprendi à minha custa, porque depois de ter fechado a caixa, atendi uma colega. E fi-lo justamente porque era uma superior hierarquia. No entanto, fui chamada à atenção, porque uma cliente foi se queixar à supervisora!
Disseram para nunca mais repetir a ação! E nunca mais repeti!

caixafechada.jpg

A intrusa do supermercado

Uma cliente andava só de um  lado pro outro, julguei que estava com a senhora que eu estava a atender, pois estava justamente frente ao terminal de pagamento automático, parecia que tinha estado a ver o registo dos produtos e ia ser ela a pagar!

Digo o total a olhar para ela, e ela fica a olhar para mim sem pestanejar. A dona, por assim dizer, da conta, diz que estava a ver se a senhora lhe queria pagar a conta. Percebo que afinal não estavam juntas.  Peço à intrusa/emplastra para dar licença. Ela ainda responde: "faça favor" , mas não se mexe, nem saí do lugar. Eu digo "tem de se afastar um pouco, e ela ainda responde: "está aí muito espaço!" Respondo: "Mas esse espaço não lhe pertence, pertence à pessoa que está a ser atendida, e ela tem o direito de pagar a conta sem que a senhora veja o código secreto do cartão!"

Lá se afasta de trombas. O tempo que a estive a atender, só lhe disse as palavras que um robô lhe diria!

Certamente, esta pessoa, não tinha a intenção de espiar o código da outra cliente, certamente é só totó e incivilizada!

Haja paciência infinita!

aimplastra.jpg

O "meu" continente , por vezes, parece uma aldeia

Já tinha notada a ausência daquela cliente, que era praticamente uma cliente diária. Isto porque há clientes que vão diariamente, outros  têm um dia fixo da semana, outros que são de sábado, outros de domingo, e esta cliente ia durante a semana, nos dias mais tranquilos!

Quando lhe digo "já há tanto tempo que não via por cá!" , achando que apenas nos tínhamos desencontrado, ela conta-me  que esteve quatro semanas sem poder sair de casa, porque não podia conduzir, devido a ter partido um braço!

cliente.jpg

O "meu" continente , por vezes, parece uma aldeia!

Pessoas que almoçam às 10 horas da manhã

Há colegas da reposição que entram cedo, às 6 horas da manhã ou até às 5 horas, para garantir que haja, produtos nas prateleiras, quando a loja abrir!

Acontece, que um destes dias, uma colega estava a dizer a outra, [às 10 horas] que ia almoçar. Estavam pessoas na fila das caixas, e ouvi uma pessoa a dizer a outra: "Vai almoçar!? São 10 horas!? E deixam as pessoas à espera! Isto é que é um trabalho!"

Quando a pessoa chegou à minha caixa, eu arranjei forma de dizer que tinha colegas que almoçavam às 10 horas, porque já tinham 5 horas de trabalho em cima!

A pessoa disfarçou, e não deu grande resposta. Mas pelo menos ficou o aviso!

almocaras10horas.jpg

Quando um cliente divertido fica doente

doiscasal.jpg

O nosso cliente mais bem disposto, feliz e que tantos nos fez rir, continua doentito. Atendi a esposa, e vi que está de rastos, quando perguntamos por ele, ela chora e diz que não está nada bem!

Custa tanto saber disto. Gostaria tanto que ele recuperasse e voltasse para nos voltar a fazer rir! E gostaria que a dor da esposa, não fosse tão grande!

Um gesto de humanidade

Estou a atender umas pessoas, quando um detergente com a tampa mal enroscada, verte liquido!

O detergente tinha algo bastante forte que parecia queimar as mãos. Logo limpei com papel e o liquido de limpar o tapete, ainda pus álcool gel, mas estava a ficar aflita das mãos. Foi a cliente seguinte, que observou tudo e me disse, para  ir lavar as mãos. A casa de banho estava mesmo ali, e fui em segundos lavar as mãos.

Agradeci à cliente, que me disse que já tinha trabalhado na área e que sabia como era difícil!

Sãos estes gestos tão nobres, que nos fazem pensar que há quem nos veja, para alguém de caixa registadora!

Obrigada!

maoswomen.jpg

Pág. 1/2