Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Descontos e IVAS

Quando penso que já me aconteceu de tudo e que mais nada me vai afetar ou surpreender, eis que acontece o seguinte:

Estava a atender um cliente, quando uma outra cliente se dirige a mim e pergunta: " Olhe o Cif dá quanto de IVA para o estado?" Eu, completamente surpreendida pela pergunta, respondo que não sei, mas a senhora insiste em saber. Então pergunto à minha  colega da frente se ela sabe, e também ela não sabe. Então diz a senhora num tom muito zangada: " Pois, mas o que é que me interessa levar um Cif com 25 por cento de desconto, se 23 por cento vai para o estado!? Vocês não deviam de ter lá escrito na prateleira o IVA!?" Tanto eu como a minha colega e os clientes que estávamos a atender, ficamos perplexos com a observação da senhora, que saiu de lá aborrecida!

 

Falta de civismo numa fila de supermercado

As situações caricatas de falta de civismo continuam a acontecer no supermercado. Uma senhora, aparentemente muito fina, deixa o seu carrinho cheio de compras na fila a marcar lugar e vai buscar mais artigos. Chega uma outra senhora passa pelo carrinho, e eu atendo-a. Aproximam-se outras pessoas da minha caixa, mas como o carrinho está a impedir a passagem, ninguém fica na minha caixa. Saio da caixa e puxo o carrinho para o lado, e atendo duas pessoas. A dita senhora vem por umas coisas ao carrinho, volta a puxa-lo para a fila, onde impede novamente que eu atenda mais pessoas, uma das senhoras que eu estava a atender, vai, e desvia o carrinho. Pela terceira vez lá vem a senhora colocar mais umas coisas no carrinho e quando um senhor quer passar para ser atendido esta senhora diz-lhe que o carrinho é seu e impede-o de ser atendido, mas ela, volta a abandonar o carrinho a marcar lugar e vai buscar mais coisas. Eu vou  chamar o senhor, mas este prefere ir a outra caixa. Finalmente a senhora vem colocar os seus artigos no tapete.

 

O que é que dá vontade de fazer!?

Pág. 2/2