Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A mania de levar sacos vazios para casa

 

As pessoas continuam a achar que nós somos umas "totós"! Chega à minha caixa um casal de média idade, e eu tinha um montinho de sacos já em cima do tapete para o mesmo embalar as suas compras. No entanto, pelo canto do olho, reparo que eles abrem apenas um saco,  colocam lá um ou dois artigos e o resto dos sacos colocam-nos lá juntamente. Depois pedem se lhe posso dar uns saquinhos. E eu digo "podem usar esses que estão aí"! E eles respondem, que não estão ali sacos. E eu digo" devem de ter caído, pois eu acabei de os meter aí"! Mas eles disseram que eu devo ter feito confusão e eu para não criar confusão acabo lhes dar mais uns sacos, mas desta vez muito poucos. E fui dando sacos á medida que eles iam enchendo. No final eu ajudo a ensacar, e a cliente diz:" Pode juntar estes artigos todos no mesmo saco, temos de poupar sacos"!

 

Quando eles saíram, uma moça que tinha assistido a tudo também, disse-me: "Mas que grande lata! Então eles tiraram imensos sacos! Você devia de ter dito!" Apenas respondi que não queria nem podia entrar em conflito com os clientes. Ainda bem, que não sou só eu a dar conta destas coisas. Quero ver o que estas pessoas vão fazer, quando os sacos deixarem de ser oferecidos! Sim, porque eu espero que um dia isso aconteça!

 

Quem está primeiro...

Aquela parte em que, quando vamos iniciar o nosso turno existem filas enormes, e que nós temos que dizer: "por ordem de fila podem passar a esta caixa" por vezes é um caos! Porque as pessoas começam logo a discutir, para decidirem quem está primeiro. Hoje uma senhora dizia:"mas a menina não viu que eu estava primeiro?" Respondi que não! Sinceramente, eu acho que não tinha de ser  eu a dizer, porque além de não ter reparado, tomar a posição de alguém ainda ia gerar mais confusão, por isso neste assunto, nem me meto!

 

Clientes especiais

Há uma casal de velhotes (cultos), e digo velhotes no sentido carinhoso, porque estão ambos muito bem, que são uma simpatia! Costumam ir às compras semanalmente, e por vezes acompanhados de uma outra senhora da família . São tão educados, atenciosos, delicados, simpáticos, cordiais comigo, que nem tenho palavras! O senhor da última vez até me disse: " desculpe lá , mais uma vez, estarmos aqui a dar-lhe trabalho" - mas eu respondi logo: " os senhores só alegram o meu dia"! Foi o que me saiu e foi de coração, porque faz muita falta pessoas assim! 

figura0321.jpg

A zona do acrílico não é para colocar artigos

 

 

Lembro-me de logo nos primeiros tempos de trabalhar nesta empresa, ver um cliente partir o acrílico, quando colocava lá em cima um garrafão de cinco litros de água. Até acho que esta zona agora é mais forte. Mas mesmo assim, ontem uma cliente colocou lá em cima um pacote de detergente para a máquina e por momentos julguei que aquilo se ia partir, peguei logo no artigo. E a cliente ainda diz :"ah não se pode pôr aqui, é?" Bolas que é preciso ter paciência, então não se vê logo que não, afinal para que serve o tapete rolante!?

 

Desculpem lá , mas ultimamente só tenho "falado" de situações menos boas. Ando à espera de uma situação mais engraçada e animada para contar, mas não tem surgido!

Pág. 2/2