Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Todos têm direito à Factura

Um casal com um bebé recém-nascido, leva um pacote de fraldas de marca Continente e dois pacotes de toalhitas também Continente. Perguntam se passo factura. Respondo que sim. Perguntam se dá para o IRS,  e apesar de eu saber que não, respondo que não sei. Eles perguntam "e quem é que sabe?" é então que sugiro que perguntem nas finanças. Eu podia ter dito logo o que sabia, mas da última vez que o disse fui mal interpretada e acharam que eu não queria passar. Agora sempre que pedem eu passo ( sem dar opinião), seja para efeitos de IRS ou para o que for. Direito à factura todos têm.

 

 http://a-lupa-de-alguem.blogs.sapo.pt/tag/fraldas

 

  

Não é preciso saco, é para usar já...

Não sei se já vos disse que sou um bocado envergonhada. Esta parte de conservar imenso com os clientes, nem sempre foi assim. Aliás este emprego ajudou-me a ser mais comunicativa e tornou-me menos tímida. Esta introdução para vos contar que por vezes acontecem situações que me deixam embaraçada. Foi o caso que conto a seguir. Um rapaz meio lunático, trazia uma caixa de preservativos, daquelas bem grandes. Eu estava a abrir um saco para colocar a caixa, e o rapaz disse-me: "não é preciso saco, é para usar já"!

 

Eu não consegui dar resposta alguma, fiquei atrapalhada, e o rapaz disse aquilo como se fosse a coisa mais natural do mundo. Só depois de ele sair é que me ri.

Os casais, as discussões, a ida ao supermercado, e a paciência!

Não gosto nada, quando um casal de clientes, decide ter uma discussão à minha frente, na hora do registo das compras, por causa (muitas vezes) de uma insignificância. Do tipo: "para que compras-te mais um sabonete se ainda lá havia dois"? Depois um diz passe o artigo, o outro diz não passe, e ao fim ao cabo quem se passa é a operadora de caixa que já não sabe o que fazer! 

        

 

Fanta de Uva

Hoje apenas quero contar um facto, que achei curioso. Quase todos os dias, e por volta da mesma hora, um rapaz vai ao supermercado comprar uma Fanta de uva fresca  de litro. Normalmente compra sempre dois ou três artigos e a Fanta de uva repete-se sempre. Isto já dura há meses. Será que aquela é a única bebida que gosta?

Cada cliente tem um desconto diferente

 

Estes cupões que agora estão em vigor, são diferentes de cliente para cliente. Neste exemplo o desconto de 7€ tanto pode acumular numa conta de valor igual ou superior a 40€, como numa conta de valor igual ou superior a 25€. É necessário ler bem tudo o que lá vem escrito porque há diferenças. Se o vizinho recebeu um desconto de 10€ e você só recebeu um de 7€, não estranhe.

  

Por falar em descontos, os "nossos" telemóveis também estão com promoção...

                                                                                                    http://www.continentemobile.pt/

 

A vinda do Papa e o aumento dos impostos

Nem imaginam as vezes que ouvi os clientes a fazerem o seguinte comentário, quando passavam à caixa: "O nosso governo, é muito esperto, aproveitou a vinda do Papa para anunciar o aumento dos impostos"... Até ali onde estou vejo o quanto as pessoas estão desiludidas, ouço tantas queixas. Uma cliente que só levava bens essenciais, pediu para tirar os iogurtes porque o dinheiro já não chegava. Gostava de ter uma bola de cristal!

 

 

 

P.S.

governo já aprovou aumento dos impostos

 

É pelo cartão Fidelização que vai ao Modelo?

A pergunta "tem cartão Modelo?" é como que obrigatória no atendimento na caixa. Nós só esperamos um sim ou um não ou até um aqui não , mas muitas vezes os clientes contam histórias e dizem piadas para justificar a resposta. Hoje a resposta de um Sr. foi: " não eu cá gosto de ser livre, gosto de ir onde quero, sem me sentir obrigado a ir a um só supermercado, vou a todos conforme me apetecer!" Que havia eu de dizer se o dito Sr. já tinha aquela ideia fixa na sua mente? Podia dizer que o cartão não o obrigava a nada e que por vezes trazia vantagens. Mas enfim, vi que ele se achava o maior com o seu discurso e não o quis contrariar...

 

Gostava de saber ( se me quiserem contar), e não é para efeitos de estatística, apenas por curiosidade, se  se sentem mais apelados a ir ao Modelo ou a outro supermercado por causa do cartão e das vantagens que ele dá.

 

 

Clientes, facturas e confusões, Lda

Gostava de  abordar o assunto: facturas. Refiro-me aquelas que os clientes, donos de empresas nos pedem.Tenho reparado em três tipos de pedidos.

 

- os clientes que pedem para agrafar o talão à factura;

- os clientes que só querem a factura e pedem para colocar-mos o talão no lixo;

- e os clientes que ficam com a factura agrafada ao talão mas depois rasgam parte do talão.

 

Então na minha modesta analise, deduzi que que no primeiro caso, os clientes querem ter tudo certinho. Também poderá ser porque em outras situações ( que não supermercado) no talão não vem tudo descriminado ( exemplo: preço unitário, designação de artigo, etc.) e nesse caso é mesmo necessário o talão e a factura.

 

No segundo caso, os clientes já estão informados que basta a factura, porque as nossas facturas vêm com tudo o que é necessário.

 

No ultimo caso, os clientes rasgam a parte final do talão para que no caso de terem obtido algum desconto em cartão ou algo semelhante, isso não fique visível.

 

Entretanto também quero deixar algo que está na lei sobre o assunto, que está no código do IVA , artigo 36. iva36

 

O/A banana

 

Ultimamente tenho visto este livro a passar à minha caixa. Pensei mesmo, pela idade dos compradores, que fosse algum livro obrigatório na escola. Uma das ultimas vezes um adolescente pedia à mãe se podia levar naquele dia o livro, pois já haviam poucos.

 

E como conversa puxa conversa, lá perguntei  se era para ler na escola. Afinal, diz a mãe que apenas está na moda. Uma outra cliente da fila pergunta se é algo sobre o ambiente, por achar que é o diário de uma banana  ou da sua casca deixada no solo, etc.. A resposta da mãe do rapaz:" Não, é mesmo o diário de um homem que é um grande banana, um palerma qualquer"!  Então fiquei a saber que é um livro que conta a história de alguém desastrado, que os adolescentes querem ler, que não é a escola que os obrigada a ler e que não tem nada a ver com o ambiente.

 

Enfim... as conversa que se têm estando na caixa...

Muito obrigada a todos

Muito obrigada a todos os que por aqui passaram e me felicitaram pelo destaque. Obrigada mesmo! Hoje queria vos deixar uma parte da entrevista que me fizeram o ano passado na Rádio Clube. Na altura não a gravei e perdi o início. Para quem já ouviu é uma repetição. Foi um momento  importante .

 

 

 Aproveito também para relembrar outro artigo, já com muitos meses:

 

http://a-lupa-de-alguem.blogs.sapo.pt/83052.html