Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A cliente que se esqueceu de levar as compras

 

O stresse do dia a dia é algo natural nos tempo que hoje correm. Esta situação porém, não sei como a classificar. Não sei se é por pressa ou por distracção que uma cliente depois de arrumar os artigos em sacos, colocá-los dentro do carrinho, pagar e encostar o carrinho à caixa, se distraí a olhar para qualquer coisa e vai-se embora! Pensei: "se calhar vai chamar alguém para ajudar a empurrar o carrinho". Entretanto passam aí uns cinco minutos e a Sra. chega perto da minha caixa a abanar a cabeça, pois já estava dentro do carro para ir embora quando se lembrou das compras.  

 

Estes cupões têm dado algumas dores de cabeça

 

 

Mais uma vez surgem estes cupões. Têm suscitado alguns "problemazinhos". Os cupões não são todos iguais, ou seja, nem todos os clientes têm os mesmos artigos a descontar. 

 

Hoje um casal achava que por o vizinho ter um desconto no bacalhau , eles também tinham. Nem sequer leram o que estava escrito nos cupões, simplesmente acharam que por ser a altura de comprar o bacalhau para a Consoada, todas as pessoas tinham 50% desconto em bacalhau:

 

Hoje uma cliente levou bolo rei , mas o bolo rei que ela levava não era o que estava no cupão e o POS ( caixa) não fez o desconto;

 

Hoje ainda, aconteceu o mesmo com uns bombons, apenas tinha um pormenor que não coincidia com o cupão: as gramas. No cupão dizia 250g, e os bombons tinham 200g. A cliente levava 8 pacotes e desistiu deles;

 

Mais tarde uma senhora levava imensos abacaxis por causa do cupão, mas no cupão estava escrito "abacaxi embalado"...

 

Enfim hoje foi só o segundo dia destes cupões, portanto preciso de sabedoria para explicar as situações aos clientes de modo a que eles me entendam!

 

Sabedoria e paciência!

 

Em destaque!?

Como todos já percebemos a home page do {#emotions_dlg.smile} mudou! Está diferente e muito bonita. Mas talvez por ser recente ainda não estamos muito habituados. Só depois de ler e reler a mensagem(I) que a Jonasnuts me deixou no sapo blogs é que consegui chegar ao "na rede" e descobrir os destaques. E hoje vi lá o meu blogue. As visitas não atingiram o número que atingiam antes em destaques, porque tal como eu, muitos de vós ainda não estão habituados a estas novidades, mas creio que daqui a uns dias os destaques voltam a ter "aquele" pique de visitas.

 

Estou muito contente com este destaque nesta nova home page. Obrigada pessoal do SAPO BLOGS!

 

(I) Os destaques estão lá, apenas "desagrupados" e orientados tematicamente de acordo com as tabs onde se inserem. Estão na parte do "Na rede".

 

Post do ano

 Respondendo ao desafio do SAPO BLOGS, aqui deixo um dos posts que na altura  achei graça escrever. Como operadora de caixa, vou ficando atenta às características dos clientes que por lá passam, e neste post escrevi as características de alguns deles. Segue então o post:

 

Clientes do costume

 

Como também podia deixar uma imagem, deixo esta:

 

 

 

 

 

As tampas mal enroscadas

 Por diversas vezes já aconteceu os clientes chegarem á caixa com o seu carrinho cheio de artigos, e haver um produto de limpeza ou um gel de banho ou até mesmo uma lixivia que por estar mal enrodilhada derramou liquido por todo o lado. Isto acontece muitas vezes porque, quando estamos  a escolher os produtos nas prateleiras temos o hábito de abrir a embalagem para cheirar, e depois muitos de nós ( vejam eu até me incluo) já não enroscamos o produto como deve ser!

 

Já assisti a um caso em que uma senhora sujou as calças com lixivia, felizmente não foi muito grave porque era uma pessoa bem formada e entendeu a situação. Uma outra vez, foi um gel de banho que passou para o fiambre embalado na charcutaria, que um cliente trazia. 

 

Enfim, creio que seria possível minimizar estas situações se quando estivermos a abrir um liquido para ver se tem um bom cheirinho, o voltarmos a enroscar bem. Lembrem-se destas duas situações, podem acontecer a qualquer um de nós!

 

Chapinhas dos preços na frutaria

 Um destes dias uma cliente, disse ser induzida em erro por causa de um preço na frutaria. Depois de a colega da fruta  lhe  ter explicado, que agora havia uma norma em que o preço em letras maiores correspondia ao preço do quilo e o preço em letras menores ao preço da embalagem (esta pode conter 2 ou mais quilos), a cliente compreendeu e aceitou a situação.

 

Entretanto já aconteceu mais um ou outro caso em que eu tive de explicar o mesmo aos clientes. Alguns dizem  ser publicidade enganosa. Eu disse que era natural que estranhassem agora no inicio desta norma, mas que depois seria um habito. Nem sei se disse o que deveria, sei que disse apenas o que eu achava. Até eu já fiquei uma vez baralhada, porque a tendência é olharmos para as letras maiores e não para as mais pequenas. Vocês já reparam nesse facto na frutaria, naquelas chapinhas dos preços?

  

Esta não foi comigo, mas até podia ser!

Hoje o episódio que conto, não se passou comigo, mas com uma colega que trabalha em outro MODELO.  A proposito daqueles vales de desconto com 10% de desconto que acabaram no dia 22 de Novembro: uma cliente trazia a carta completa e  nem se deu ao trabalho de ler a mesma.

 

Começou logo a dizer que tinha um desconto e para que servia e isto e aquilo, a minha colega  simplesmente questionou :a senhora não leu a carta? O que não percebeu? Depois de a minha colega lhe dar as devidas explicaçoes, pediu-lhe que destaque o cupão enquando ela efectuava o registo das compras. Destacar foi a palavra que a minha colega usou. Como a cliente não disse que não tinha percebido o que significava, a minha colega nem suspeitou o que iria acontecer a seguir. Sabem o que esta  cliente fez, tirou uma moeda e preparava-se para raspar o cupão!

 

Então esta nova "raspadinha" é original, não é?