Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Eu já tentei fazer-me de invisível para eles

Por vezes há aqueles dias em que não estamos com muita paciência. Quem é que já não teve dias assim? E há lá um determinado casal que até nos dias de boa disposição, me custa ter paciência, porque são realmente pessoas difíceis de lidar. Estão sempre a tirar sacos, não colocam os artigos sobre o tapete e atiram-nos para a minha frente. Uma vez tive a sensação que me queriam enganar por causa deste método. Tenho de estar sempre a dizer para colocarem em cima do tapete, (e de olhos bem abertos) mas eles não compreendem.

 

Ontem esteve lá só o senhor a levar uns artigos e disse-me que ainda lá ia voltar para ir buscar mais coisas e perguntou até que horas eu lá estava. Eu respondi a que horas o Modelo fechava e ele disse de novo: “ mas e você até horas está aqui?” Eu respondi, mas sempre achei que eles já não me iam lá apanhar, mas enganei-me. Faltava menos de dez minutos para eu sair, e eles lá, com dois carrinhos! E a Sra., disse logo: “ ainda bem que cá está!” Eu estava desertinha para sair à hora certa naquele dia, e eles fizeram com que eu me atrasasse um bocado. Nem sei porque queriam que eu os atendesse, com tanta gente lá, não sei se será por simpatia ou por implicância. Sei que não sou a única a tentar fugir destes dois!

4 comentários

Comentar post