Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Dão muito nas vistas...

Na cidade onde eu trabalho como operadora de caixa vivem alguns ciganos. Costumam ir ás compras quase sempre em grupo. Não se mostram nada discretos. Falam alto. Isto não é uma critica, pois até acho que há entre eles clientes simpáticos e também são um povo que trabalha, com aptidão natural para o marketing e a venda. Já para não falar da vocação que demonstram ter para a musica e para a dança! 

Por vezes ouço eles se queixarem de os olharmos de forma diferente ( racismo), mas a verdade é que muitas vezes eles fazem por isso. Há poucos dias eu senti um certo receio com um senhor cigano. Passo a contar:

 

Eu estava no meu posto de trabalho e estava ao telefone com a supervisora que ligou da caixa central. O cliente dessa etnia aproximou-se e começou a falar alto, nem esperou que o ouvisse ou que desliga-se o telefone, até que começou aos murros na minha caixa e a gritar " Tá a ouvir? Onde estão as batatas?!" São por vezes estas atitudes pouco civilizadas que nos levam a ter reacções de insegurança...

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.