Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Preconceito?

Ontem fiquei um bocado chateada com uma situação que se passou no meu trabalho. Esta situação já é repetente, e até acho que cheguei a contar de uma outra vez algo parecido. Estavam aí umas três pessoas em fila. Estava um casal, que eu vi que falaram um com o outro. Como o separador do "cliente seguinte" por vezes voa, perguntei: " estas compras são juntas"? A senhora respondeu que apenas duas ou três coisas eram dela, o senhor permaneceu calado.

 

Quando a senhora depois de atendida saiu, o senhor disse-me mais ou menos assim:"porque é que me perguntou se as compras eram juntas"? Eu, inocentemente respondi que "achei que estavam juntos"! O homem ficou passado, perguntou-me se eu achava que ele tinha ar de quem se dava com aquela senhora. Fiquei atrapalhada e muda. Ele continuou, dizendo que a diferença saltava à vista, e blábláblá!

 

Sinceramente não vi diferença alguma. Será que ele quis dizer que ele tem pedigree e ela não? As pessoas não trazem um crachá com identificação,  nem a dizer se são parentes, vizinhos, inimigos, rivais ou o que quer que seja. Haja paciência!

 

(Imagem copiada da internet)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.