Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Factura com contribuinte, com consumidor final e com o nome...

 

Um Sr. pede-me para passar factura. Peço-lhe o número de contribuinte. O cliente pega num papel enorme, e desenrola-o (parecia um rolo de papel higiénico). E fica ali minutos a procurar o número pretendido. A fila está grande. A filha do Sr. pergunta: "então não encontras?" Ele responde: "Não estou a ver...!" Eu intervenho dizendo: "posso passar só com o nome..." Ele concordou, fiz a factura e coloquei o nome. Quando este senhor viu que estava na factura, consumidor final, o homem teve uma atitude brusca. Disse-me que eu podia ter esperado; que aquilo não podia ir assim; que eu estava com pressa.

 

Enfim... Pedi que se dirigisse ao balcão de informação. A minha colega teve de passar toda a factura manualmente e colocar o contribuinte que ele entretanto encontrou. Fez queixa de mim dizendo que eu estava com pressa e não esperei. Ainda tive de ouvir a minha colega dizer-me que eu devia ter esperado. Sim eu devia ter esperado, mas o sistema aqui há uns tempos dava para colocar o contribuinte depois, mas agora se não introduzimos o número assume logo como consumidor final. Se calhar, repito, podia  ter esperado mais tempo. Mas e as pessoas que estavam à espera? Se o cliente precisava de factura não deveria ter logo à mão o contribuinte?

 

Sai um:

  

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    A-lupa-de-alguem 19.12.2010 23:55

    Esta situação já aconteceu há uns meses, mas recordo-me bem deste senhor ter um papel enorme com anotações e era lá em alguma parte que devia de estar o número. Se as pessoas preparem-se as coisas com antecedência e pensassem um pouco nos outros, estas situações seriam evitáveis .

    Obrigada pelo comentário e pela visita!
  • Sem imagem de perfil

    Armando Bronca Segura 23.02.2011 23:42

    Olá a todos: Clientes, operadores e operadoras de caixa!
    Sou cliente e espero que os meus "colegas" clientes me desculpem, mas achei que devia vir aqui defender os e as, sem ofensa, desgraçados que nos aturam!
    Tenho procurado (e conseguido, com grande orgulho e satisfação interior!) manter com estes profissionais uma atmosfera calma e simpática, aproveitando todas as oportunidades para obter um sorriso! E sabe tão bem! E sentir que, "do outro lado" também soube bem é grátis, mas é tão valioso que nem o mais rico deste planeta consegue pagar!!!
    É assim que, principalmente em Loures, já tenho uma boa meia dúzia de caixas seleccionadas onde recebo logo um olhinho brilhante e um sorriso maravilhoso. Até uma supervisora, com quem falei e que estava a dar uma mãozinha na caixa ao lado (das grávidas) já me conhece e me sorri abertamente, sem sequer saber quem sou.
    E assim, anónimo, espero continuar. Fazer compras é uma seca. O vosso trabalho é uma seca ainda maior! Porque não tentar amenizar o tempo ali passado e a vida de todos nós?
    Caros "colegas" compradores: Desliguem a ficha dos vossos problemas e frustrações pessoais, comprem bem e façam um sorriso na hora de pagar e carregar a tralha!
    Quem está na caixa (o mais inocente na fila enorme de culpados...) agradece! E sabem que mais? O mundo inteiro agradece e verão rapidamente que serão os primeiros beneficiários da vossa boa disposição!
    Ah! E outra coisa ainda. Tenham o máximo cuidado! A boa disposição é altamente contagiosa!

    Boa sorte, meninos e meninas das caixas!
    Até outra oportunidade!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.