Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A quem faz os cupões de desconto...

 

Vamos lá então falar mais um bocadinho dos cupões de 50% desconto, daqueles que recebemos pelo correio. Acredito que estes últimos sejam os que mais confusões têm gerado nos clientes. A meu ver estes descontos são uma ajuda, mas muitos clientes não pensam da mesma forma. Acham que é uma forma de os obrigar a comprar aquilo que não precisam. Ninguém os está a obrigar a nada! Só usa quem quer, quem precisa. Se o desconto é de uma produto de marca que não usa tem duas hipóteses: não o usar ou então aproveita a oportunidade de estar mais barato para o experimentar!  

 

O facto de os cupões não serem iguais para todos os clientes, faz com que as pessoas questionem o porquê. Ontem dois clientes que são vizinhos estavam um a seguir ao outro da fila com o desconto de 50% em bacalhau e ambos tinham bacalhau crescido da Noruega, só que um destes clientes o desconto dizia "bacalhau ultracongelado continente". Quando disse ao cliente que não era aquele bacalhau...o homem explodiu de raiva, e entre muitas coisas disse :" o que é que a minha vizinha é a mais que eu?", " uns são filhos outros são enteados". No fim deixou lá o bacalhau, rasgou o cupão ao meio e atirou-o para a minha frente. Fiquei muito sentida com a situação. Ainda por causa deste bacalhau um cliente que se esqueceu de trazer o cupão queria ter o desconto, dizendo que no dia seguinte ia lá levar o papel. Também este saiu de lá zangado (sem razão alguma) dizendo que eram-mos todos uns mentirosos e que não voltava lá mais!  

 

O que às vezes custa, é que a operadora de caixa é segundo muitos clientes a culpada de tudo, e então é lá que aproveitam para descarregar. Acho que nós merecemos um pouco mais de respeito, pois nós estamos lá para fazer o nosso trabalho, tal como nos mandam.

 

O que eu acho é que por exemplo os artigos dos cupões poderiam estar menos específicos, ou seja, mais abrangentes ( e mais claros também). Por exemplo: 50% em azeite oliveira da serra (englobava: garrafão, garrafa, light, virgem, extra). Uma coisa que também me parecia bem, era os artigos dos cupões terem junto das prateleiras uma chamada de atenção. Outra coisa, seria de aquando destas promoções as chefias darem uma breve formação aos colaboradores, nem que fosse uma folha escrita com as instruções, para na altura que os clientes nos questionassem, haver uma resposta concreta e um melhor auxilio. Mais ainda, as pessoas mais velhas e com uma visão menos aberta a estas promoções: haver sempre alguém mais vocacionado para lhes dar as explicações mais adequadas e numa linguagem mais simples e comum, já que muitos destes estão sempre desconfiados.

 

Ficam então aqui estas constatações de uma simples operadora de caixa, na esperança de que alguém do departamento de marketing as leia e lhe possam ser úteis.

 

5 comentários

Comentar post