Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A fuga do caracol

afugadele.jpg

Em cima do tapete, estava entre outros artigos, um saco de rede com caracóis,  de tamanho médio. Percebi que o cliente não tinha pesado o artigo na peixaria, e ia colocar o saco de rede dentro de um de plástico transparente, para pedir a uma colega que os fosse pesar. No entanto, reparo que os caracóis estão vivos e que um deles está prestes a sair por entre os buracos do saco de rede, e digo "oh os bichos estão vivos"! A minha colega da frente virou-se para trás a rir-se da situação... e o cliente também achou graça, não sei se ele percebeu que os bichos estavam vivos.

 

Coitados dos bichos, queriam era sair dali para fora. Peguei no saco com a ponta dos dedos, aquilo não me agrada mexer. Eu não como caracóis, pois no tempo em que vivia com os meus pais e eles tinham horta, os caracóis eram os bichos que comiam as couves e tínhamos de curar as plantas para eles desaparecerem...

 

Mas enfim, foi um momento engraçado!

 

caracois.jpg

A água de Monchique esgotada no supermercado

Os clientes aqui da zona consomem muito água de Monchique, e já se tinham manifestado pela sua falta, e eu ainda não tinha feito o clique de "fogo em Monchique, fabrica encerrada".

 

Entretanto, hoje um senhor perguntou-me se podia ver se tínhamos a água em armazém. Foi chamado o colega desse departamento, que veio informar o cliente, que em virtude dos acontecimentos na zona de Monchique não tínhamos recebido a água.

 

Pelos vistos, a dita água está esgotada em todo o país, certamente porque a fabrica deve estar em limpezas, análises, avaliações para que reabra com a mesma garantia de qualidade de sempre.

 

aguas.jpg

Quando fazem a pergunta, mesmo sabendo a resposta

Sabem aquelas perguntas que os clientes fazem à operadora de caixa, mesmo sabendo a resposta. Por exemplo:

 

  •  veem a operadora com a cancela fechada a limpar o tapete  a arrumar e tudo e dizem : " Já vai fechar?!" ( então o deixa-me fula, é como se fosse cedo para fechar. Sabem lá eles há quanto tempo ali estamos);

 

  • a operadora está na caixa com a cancela aberta, à espera dos clientes e perguntam:" está a trabalhar?" ( apetece dizer, "não, estou só aqui para fazer turismo, e porque acordo cedo"!);

 

  • quando dizem "este cupão acabou ontem, mas eu não pude cá vir, ainda o posso usar!?" Ora normalmente os cupões têm uma ou duas semanas de duração, e se acabou, o sistema já não aceita. Depois ficam chataeados porque sempre que querem usar os cupoes, já passaram do prazo. Será que estes clentes também deixam passar o prazo do pagamento da conta da eletrecidade, ou da água!? Tudo tem prazos!

 

E há mais do género, mas estas  são as mais comuns, sendo que a primeira é a mais recorrente.

 

oquefazesaki.jpg 

 

 

 

Momentos divertidos com figuras públicas

Como já aqui referi, no supermercado onde trabalho, costumo atender pessoas conhecidas que aparecem na televisão: actores, actrizes, cantores, apresentadores, políticos, desportistas. Por vezes, sou tão distraída e má fisionomista que nem me dou conta, só depois fico a saber quem era aquela pessoa!

 

Normalmente o atendimento surge como qualquer cliente normal, apenas trocamos as palavras necessárias e habituais. Posso até ficar mais nervosa se souber quem é, por ter receio de errar alguma coisa. Mas para eles sou apenas a pessoa que lhes vai registar as compras e a quem eles vão pagar no final, nem dão muita conversa.

 

Um dia destes, chegou à minha caixa um casal de actores (já não era a primeira vez que os atendia), com a progenitora de um deles. Devo confessar, que foram extraordinários. Foi uma grande emoção para mim atende-los. Foram super simpáticos, conversaram imenso comigo. Mostraram imenso deles, não se importaram de através da conversa e das compras que levam darem a conhecer uma boa parte deles. O amor e cumplicidades que une aquele casal, suponho que seja daqueles amores para a vida toda! Foram momentos únicos, divertidos! São tão simpáticos! Ela é linda, mais bonita ao vivo, ao natural do que na televisão e na novela que está a passar na TV no momento. É tão educada, brincalhona, divertida! Fizeram-me rir com as suas brincadeiras...

 

É claro, que como sempre foi o meu lema, conto as histórias, mas não  revelo os nomes dos protagonistas!

 

Foi tão gratificante para mim. Se os encontrasse noutra ocasião, que não esta, não teria coragem de pedir um autografo ou uma foto, mas gostava. Pois se já era fã, ainda fiquei mais. Só tenho que lhes agradecer, por momentos tão felizes e bem passados!

 

Muito obrigada!

 

famososinsupermercado.jpg

As crianças são a nossa maior fonte de alegria

Estava a atender uma senhora com os seus dois filhotes, um devia de ter aí uns 8 anos e o outro era mais velho. O mais novo quis conversa comigo. Ia me fazendo perguntas eu ia respondendo. Achei-o um miúdo tão castiço, curioso e educado.

 

No final eu despedi-me deles, e ele respondeu-me  com um tchau e acenou-me. Eu disse-lhe "porta-te bem". E ele respondeu : "e tu também!" Não estava nada à espera desta resposta tão ousada, mas se calhar merecia-a ! Fez-me rir e a mãe dele também sorriu.

 

Que miúdo tão querido. Alegrou logo  o meu dia!

21100540_fC9321.jpg 

 

A gravidez estava bem à vista, mas...

Aqui há uns tempos, uma cliente bastante jovem, pediu para a atender porque estava grávida. Tinha apenas meia dúzia de artigos, ninguém se opôs, alias o senhor que estava para ser atendido, até foi simpático. A cliente era magra, mas notava-se bem a barriga.

 

Quando a cliente saiu, comecei a atender o dito senhor. Correu tudo sem problema. Ao chegar a outra cliente, que já estava na fila e assistiu a tudo, ela manifestou o seu descontentamento, e disse.me: " você  viu algum documento que comprovasse a gravidez? Pois digo-lhe que ela está tão grávida como você ou como eu!"

 

A cliente grávida era cliente habitual, vai lá muitas vezes, não acreditei que a mesma fosse forjar a gravidez só para passar à frente. Mas aquela convição na frase, deixou-me um pouco desconfortável...

 

No entanto, há dias essa cliente grávida voltou a passar na minha caixa, desta vez com um bebé recém-nascido...

 

Pena eu me ter esquecido da cara daquela cliente que queria um documento para ter a certeza que a moça estava grávida, se não, ia me ouvir!

eraprecisoprovar.jpg

Na pele da outra

imageko908.jpg

Se o telemóvel não fosse preciso para os clientes usarem a aplicação do continente, bem que se podia proibir a sua utilização, pelo menos, a partir do momento em que começam a colocar as compras no tapete, até à fase do pagamento e conclusão do processo.

 

Acontece, por exemplo, depois de já ter dado o troco à cliente, ela ainda estar ao telemóvel a falar com alguém e com a mão aberta à espera do troco; ou então ir-se embora e nem se lembrar de levar o troco; ou então depois de ter dito que não queria o nº contribuinte na fatura, afinal até queria; ou então chateia-se com a operadora porque ela está só a fazer perguntas e nem a deixa ouvir o que lhe estão a dizer do outro lado...

 

Há dias estava a falar com uma amiga, ao telemóvel,  ela disse-me que estava no centro comercial, mas que podíamos ir falando. Quando eu percebo que ela está achegar à caixa do supermercado digo-lhe: "ah estás na caixa, então depois eu volto a ligar!" Ao que ela me responde:" não é preciso desligares eu consigo fazer as duas coisas ao mesmo mesmo"! Só que eu não quis isso, e ela não percebeu na altura, até pareceu ter ficado sentida, mas entretanto,  já lhe expliquei a razão, e creio que tenha entendido!

 

Vida de cliente, não é fácil!