Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Mentes brilhantes

21663031_gPOmV[1].jpg

Este artigo, à venda no supermercado, é hilariante! São pequenos "cocòs" brilhantes com olhos e têm no interior, slime, uma coisa pegajosa.. 

Um dia uma menina pedia á mãe que lhe comprasse. "Mas isto parece um cocò"! Ao que eu respondi "e é mesmo"! Vai a mãe diz "já inventam tudo, um cocò com olhos!" Quando digo o preço, esta mãe fica ainda mais admirada! 

Vai a menina dá a explicação que faz todo o sentido e deixam-nos muito mais elucidados: "Sim é cocò, mas é cocò de unicórnio"!

O blogue "A lupa de alguém" chega assim, aos 12 anos!

lupa12anis.jpg

Olá a todos! Desde já agradeço por ainda estarem desse lado, ao fim de uma dúzia de anos, mesmo com algumas ausências, mesmo repetindo algumas histórias, mas  as situações repetem-se assim, na vida real. Alguns de vós chegaram há pouco, outros são resistentes, outros desistentes, até.

Em 2019 deixei um balanço que se mantém. Não houve muitas alterações, mas mesmo assim, continuo a aprender algumas coisas, na monotonia, que parece ser o trabalho de operadora de caixa. Continuo a gostar do que faço, apesar de nem sempre estar em alta, como acontece com todos os trabalhos/empregos!

Ainda não tenho planos, nem novas rubricas, para este ano, mas também ainda estamos no início, e o que tiver de mudar ou ser diferente, vai acabar por surgir a seu tempo...

O meu primeiro post foi este .

Nos votos de Bom Ano uma cliente disse-me "e que tenha paciência para nos aturar a todos" e eu imediatamente respondi "igualmente"! Foi engraçado, mas verdadeiro!

Bem hajam! Obrigada.

As pérolas do natal

perola[1].jpg

 

Nos dias que antecederam o natal, o supermercado estava como era de esperar, cheio. ainda assim dava sempre para ter "um dedo de conversa" com quem também se propunha a isso.

Gostaria de salientar neste âmbito, duas situações:

  • a primeira, uma cliente habitual, acompanhada pelo marido, diz no seu discurso que se aborrece com esta quadra, que o natal não lhe diz nada, e mais coisas do género. Ao concluir o atendimento, e depois de ouvir a sua palestra, pensei para mim " bem, é melhor não me despedir com celebre frase de boas festas e só dizer bom dia e obrigada. Vai ela retribui com um efusivo "Bom Natal"! Vá se lá entender esta gente...
  • o segundo foi um senhor que no dia 24 me perguntou, primeiro a que horas fechávamos naquele dia, respondi. Depois diz "mas amanhã está fechado"! Ao que eu respondi "sim, é dia de natal"! E responde ele "para mim é um dia igual aos outros"! Fiquei sem saber se devia de dizer que lamentava ou o que responder, e apenas disse "pois"!

Há sempre alguém a se fazer notar pelas suas teorias, portanto histórias para este novo ano, não vão faltar!

Atendimento ao público quando estamos quase sem voz

SquarePic_20191221_19164657.jpg

Quase todos os anos nesta altura do ano me constipo e quase sempre fico rouca. 

Muitos clientes ficam solidários comigo, dão conselhos de chás, e outras mesinhas, alguns até sigo, mas pelo menos uns 5 dias a rouquidão mantém-se. 

O que custa é que, mesmo sem má intenção, fazem-me repetir o "texto", mais vezes, e isso deixa-me mais cansada!

O que vale é que mesmo assim, alguns clientes ainda me faziam rir da minha "condição"!

 

As compras na quadra natalícia

Olá a todos! Peço desculpa pela ausência. Nem sempre há tempo ou nem sempre há situações novas.

No entanto, nem última semana, têm surgido situações próprias da quadra natalícia. Situações de ainda mais correrias, pressas, intolerâncias! A Pesar de ser mais do mesmo, resolvi partilhar!

Tenho notado uma grande afluência, muitas pessoas e carrinhos cheios. Tenho de memória que em anos anteriores, as pessoas deixavam as compras mais para os últimos dias, mas este ano, começaram mais cedo. Totais de 200, 300 e até 400 euros. É bom sinal, pois significa que há dinheiro.

Ao mesmo tempo presenciei algumas situações de discussões entre clientes, tudo por causa das pressas. As pessoas vão ás compras, passeiam calmamente pelos corredores, encontram um amigo ou conhecido, trocam dois dedos de conversa, mas depois quando chegam à caixa, e percebem que há filas, ficam cheios de impaciência!

Quando abre uma caixa nova, a operadora ou operador diz "podem passar a esta caixa por ordem de fila", ora acontece que um cliente chegou naquele momento, naquela direção e pimba, ocupou o lugar. Claro que quem já estava nas filas, não gostou e uma senhora, manifestou-se, reclamando e o senhor, chico esperto, ainda disse "disseram por ordem de fila, mas não disseram de qual fila, já que há várias"!

E lá trocaram os seus galhardetes!

Se as pessoas fossem ao supermercado com tempo, com organização, tolerância e paciência, as coisas ficavam mais fáceis! Já se sabe, à partida, que nestas alturas, o movimento é grande! 

Boas compras e muita calma!

cuidados-compras-natal[1].jpg

Se eu mandasse por um dia

BannerTrial[1].jpg

Posso ser mázinha só por um dia!? Vou fazer de conta que sim...

Ou o cliente tem os cupões a jeito, ou esquece, não tem de ser a operadora a "catar" cupões, principalmente se a fila estiver grande!

Se demorar muito a encontrar a carteira ou os cartões,  a conta fica em espera e vou atender outra pessoa. Por vezes, o tempo que o cliente demora a encontrar tudo é imenso. Com esta regra, o cliente vai ter o cuidado de levar tudo preparado e em sítio que fique logo em mão!

Proibido atender e fazer chamadas, se está ao telefone não pode ser atendido, vai recambiado para o fim da fila!

Os sacos que trás de casa, são para mostrar à operadora, e é proibido passar com os mesmo, em formato balão dentro carrinho!

Quando estou a atender um cliente quem está a seguir não pode invadir o espaço do outro, pois há um sinalética no chão a respeitar!

Também é proibido quando estou a atender um cliente, o outros quererem fazer perguntas. Não têm nada que estar a interromper, esperam!

Largar as compras e irem à casa de banho, não! Se sabem que precisam ir à casa de banho vão primeiro e só depois é que vão para a fila. Civismo, que os outros não têm de estar à espera! Há quem tenha esta atitude várias vezes!

O cliente pode ir buscar alguma coisa que se esqueceu, convém é não demorar muito.

Os sacos que temos da fruta na caixa seriam unicamente para produtos que derramem, é que há clientes que querem um saco desses para cada produto que levam, é um exagero que se gasta em plástico!

Um vale de desconto no final para o cliente modelo. O que cumpriu todos os requisitos e teve as atitudes corretas!

Amigo, não empata amigo; cliente não empata cliente!