Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

O dia de responder torto e não levar represálias

Um dia destes, em conversa com uma cliente que também trabalha no atendimento ao público, comentávamos o facto de por vezes termos vontade de responder de forma mais crispada a certos clientes, quando eles são incorrectos, mas sabemos que  não o  devemos fazer.

 

Acabei por concluir que gostava de ter um dia em que me dissessem: "hoje podes responder aos clientes o que quiseres, o que achares adequado, que não vais ter qualquer represália, por isso"!

 

O que podia acontecer, era nesse dia, não aparecer nenhum cliente desses, porque felizmente a maioria deles, são simpáticos, educados e civilizados!

 

naosegurajh.jpg

 

Buy nothing day - dia sem comprar nada

diasemcompras.jpg

 

Mais um dia mundial de...qualquer coisa. Mais uma data que eu desconhecia.

É um dia internacional de protesto contra o consumismo, normalmente realizado no último sábado do mês de novembro. É engraçado, porque  vem a seguir à loucura do black friday. A associação zero, apela aos portugueses que comprem apenas o necessário. A ver vamos, como será o dia no supermercado!

 

semcompras.jpg

Há um tempo para tudo e está tudo coordenado

Por causa da promoção do peixe e marisco frescos, hoje o supermercado esteve bem cheio. Muitas pessoas, principalmente pessoas com pressa, para não variar.

Chegavam a tirar-me os artigos das mãos antes de eu os registar . Estava a atender uma senhora já com alguma idade, mas que estava no seu passo de senhora de idade, ou seja, devagarinho a colocar as compras no carrinho, devagarinho a tirar a carteira da mala, enfim... E  quando eu perguntava se tinha cartão  lá ia ela tirar o cartão, eu perguntava se tinha cupões e lá ia ela retirar com toda a calma  o seu cupão. Reparei que na fila estava um senhor só a bater o pé de impaciente. Até que, quando esta senhora saiu da caixa, o dito senhor diz-me: "era preciso tanta pergunta, não viu que a mulher era lenta e que estava a atrapalhar isto tudo!?" Ao que eu respondi: " mas aquelas perguntas que eu fiz á senhora fazem parte do meu trabalho e eu tenho mesmo de as fazer"! Ainda ouvi alguém na fila dizer: "nas finanças vão para pagar impostos e esperam sem reclamar"!

É que por vezes pode parecer que  as operadoras que são lentas, mas não é isso, nós temos um tempo para tudo e está tudo coordenado, não é por o cliente ter pressa que o atendimento acontece em menos tempo.

O dia de menor movimento é a segunda feira?

Um cliente chega perto de mim para me perguntar em tom de segredo qual o melhor dia para e hora vir ao supermercado. Veio-me à cabeça se ele se referia a promoções, mas perguntei e ainda bem que o fiz,"em que sentido?", ao que o senhor me responde: "Sem filas de espera, nem na caixa nem lá dentro".  Respondi: " Isso é muito difícil prever, mas olhe o dia de menor movimento, parece-me ser à segunda feira feira , depois das 13h e até por volta das 16h." O senhor respondeu: "muito bem, obrigado"! E foi embora!

Nos últimos dias do ano

Nos últimos dias do ano, principalmente no dia 31, as pessoas andavam numa correria às compras. A diferença entre o dia 24 e o dia 31, foi que no dia 24 por ser véspera de natal as pessoas, apesar da correria pareciam mais amáveis, talvez um pouco inundadas pelo espírito de natal; no dia 31 as pessoas estavam menos simpáticas, mais reclamadoras. Se não conseguiam encontrar algum produto por estar em falta, faziam logo escândalo. Na minha caixa uma senhora dizia: "como é que deixaram acabar o caldo verde numa casa destas!"?

 

Enfim...agora que estamos janeiro, creio que chegou a bonança!

 

 

Das duas uma: conclusão

Afinal no post anterior "das duas uma", concluo que a segunda hipótese é que ganhou. Hoje o supermercado já estava bem mais cheio, havia pessoas a correr, e o parque de estacionamento dos clientes estava lotado. Confirma-se a máxima: o português deixa sempre tudo para os últimos dias!

 

 

 

Ó Mãeeeeeeeee

Normalmente a segunda-feira costuma ser um dia muito calmo no Modelo. Menos movimento, menos pessoal e menos clientes. No entanto, hoje foi um dia com muito movimento, principalmente de clientes, na sua maioria mães e filhos.  Imensas facturas, não me lembro de ter feito tantas num só turno! Muitas compras, principalmente artigos de papelaria. Ouviam-se vozes das mães a chamar os filhos, mas principalmente dos filhos a chamar as mães! 

 

Algumas clientes diziam-me que esta afluência se devia ao facto, de em muitas escolas, só hoje os professores forneceram a lista do material escolar. E foi assim, um dia cheio de barulho, de movimento e de trabalho...