Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Falar ao telemóvel enquanto está na caixa do supermercado

 

Este episódio que hoje conto, faz lembrar aquela frase :"se conduzir não fale ao telemóvel". Chega uma senhora à minha caixa com o seu carrinho cheio, a abarrotar de artigos. Vai colocando os artigos com uma só mão, porque a outra está a segurar o telemóvel. Depois de encher o tapete, e ainda ao telemóvel passa para o outro lado com o carrinho ainda com artigos. Digo-lhe que não pode passar porque ainda lá tem bastantes artigos. Pede desculpa pela distração e vai de novo para o sitio certo. Continua a conversa e distraidamente volta a passar com o carrinho para o lado de saída, volto a fazer o reparo. A senhora até pediu desculpa e reconheceu o seu erro/distração. Mas eu já estava pronta para uma terceira vez!

 

Lá entende que o telemóvel lhe está a atrapalhar o raciocínio e desliga. Entendem porque escrevi aquela frase logo no inicio? Porque estarmos ao telemóvel e a fazer outra coisa ao mesmo tempo, não é uma boa opção. Nem conduzir e estar ao  automóvel, quer seja a falar, a enviar mensagens ou a navegar, nem estar na caixa a tratar das compras. Mas, pelo menos na caixa o perigo é menor...só que dá para compreendermos o quanto nos afeta fazer as duas coisas e tirar uma grande lição!

 

Afinal havia outra...regra

imagem3265.jpg

Julgava eu que tinha aprendido uma grande regra para economizar na ida ao supermercado, quando me ensinaram a não ir com fome, porque a fome faz-nos comprar coisas que não precisamos.

 

Entretanto, agora aprendi outra: também não podemos ir às compras de barriga muito cheia, porque, assim sendo, só nos vamos focar em produtos de higiene, beleza, limpeza, e esquecemo-nos dos alimentos, que são o bem mais essencial!

 

Bem, se calhar o melhor é  arranjar um meio termo...se conseguirmos!

 

Quem mais empata a fila?

Houve  uns momentos de enchente no supermercado onde trabalho. Era para muitos a hora de almoço, aquela  em que é para  ir a correr ao supermercado.

 

Estava a atender uma velhota, uma cliente habitual, que é, ou por natureza, ou por algum problema de saúde, lenta. Mas não quer ajuda, pois quer separar os artigos nos sacos a seu gosto. Entretanto,  lá se despachou e o próximo cliente, é um homem aí dos seus 40 anos. Não quer sacos, quer colocar os artigos no carrinho a granel. Mas, certamente é daquelas pessoas muito organizadas, e fazia tudo de forma igualmente lenta, e por vezes, até tirava e mudava as coisas de lugar.

 

Na fila estava uma senhora só a olhar para o relógio...Comecei  a stressar de a ver tão stressada. Eu bem tentava que o senhor se apressasse, mas, enfim, não dava, ele parecia que estava sozinho ali e que não havia filas. Até que a senhora em voz bem alta desabafa: "pelo amor da santa, isto assim não!"  O senhor, nem reagiu, foi como se não estivesse a falar dele.

 

Uma ideia: na hora de escolherem a melhor fila, ficar atrás de  velhotes, é mau, pois demoram mais nas tarefas, mas ficar atrás de um homem de média idade, ainda pode ser pior!

imagem676k.jpg

"Estamos na fraqueza da lua"

Estava a atender um casal, já com alguma idade. Surge o seguinte dialogo.

 

Senhor: Tanta coisa, dizias que vinhas só buscar duas ou três coisas...

 

Senhora : Pois, mas também são coisas que fazem falta!

 

Senhor: Sim, mas sabes bem, que estamos na fraqueza da lua!

 

Senhora: Pois é, tens toda a razão!

 

Foi nesse momento que eu interferi e perguntei o que significava a expressão, pois não conhecia, e eles, de forma simpática me disseram, que queria dizer que estavam á espera de receber o dinheiro para as compras, mas que agora, estava mau, estava fraco!

fraquezalunar.jpg

Uma ajuda nas compras

Chegados a setembro, parece que está tudo a voltar à rotina. Pelo menos é o que noto no supermercado onde trabalho. Mas além das compras do supermercado, há sempre outras compras para fazer, e o que calhava mesmo bem agora eram uns descontos, certo? Já conhecem a https://www.maiscupao.pt/?

Com os cupões que esta  revista oferece podem visitar através de um clic algumas lojas, como por exemplo a Amazon e a eBay e obter bons descontos! Há mais lojas além destas, é só passarem pela revista e ver.

 

imagem8976.jpg

 

Bons descontos!

As compras para o fim de ano

23super.jpg

Como já vem sendo habitual, a véspera de Ano Novo, é preenchida no supermercado, de vez em quando,  por grupos de jovens a comprar os petiscos para a jantarada da passagem de ano. Aqueles que decidem ficar em casa, aqueles que não vão para restaurantes, festas, bares, por opção ou porque assim fica mais em conta.

 

Por vezes dividem tarefas, ou seja, uns vão colocando as compras, outros vão embalando e outros ficam junto ao visor e vão dizendo aos restantes em quanto vai a conta!

 

Há grupinhos bem divertidos e animados!

Dias de muitas filas no supermercado

O fim de semana esteve calmo  (possivelmente o pessoal foi passear aos grandes centros comerciais, para comprar os últimos presentes), mas esta segunda e terça feira, foram dias de intenso movimento. Estou a trabalhar das 9h ás 18h com uma hora de almoço, e sempre a atender clientes, sempre filas. E, das muitas vezes que eu me despedia dos clientes, dizendo um bom natal a resposta era: "ah, ainda cá vou voltar antes..."

natalcolombo2015.jpg

Sendo assim, estou preparada!

 

O regresso às aulas adiado

regressoescolasupermercado.jpg

 

Em anos anteriores, hoje dia 14 de setembro, era o dia do regresso às aulas! A esta altura as últimas compras de material escolar já estariam praticamente feitas e já não se encontravam estudantes e pais a comprarem  os últimos materiais.

 

Mas, este ano, não sei bem porquê, a maioria dos estudantes começará as aulas a 21 de setembro. O que ouvi dizer, foi que os senhores lá da politica, acharam que a começar a 14/09, o primeiro período ficaria demasiado longo!

 

Muitos pais já não sabem o que fazer para entreter as crianças, os campos de férias já encerraram, os jogos já esgotaram, as ideias para os ocupar já se gastaram.

 

Então, as compras de material escolar, as correrias e brincadeiras das crianças continuam na zona da feira do material escolar. Ainda há quem não tenha escolhido a mochila!

 

Mas vá lá, aguentem, é só mais uma semaninha!

Há dias em que andamos tão stressados que tendemos a ficar esquecidos

Uma cliente coloca um separador entre uma resma de papel e artigos alimentares e diz-me que quer pagar em separado. Pergunto se quer fatura  com número de contribuinte ao que me responde "não"!

Paga a resma de papel e passo ao registo dos restantes artigos, dos quais também não quer fatura. No final, pergunta-me pela fatura da resma de papel. Digo que já lhe entreguei. Vai verificar e diz-me "Mas isto era com o contribuinte da empresa!" Respondo  : "Mas eu perguntei se a senhora queria com o número de contribuinte e a senhora disse que não"! Responde-me: "Ah pois foi, esta minha cabeça ! E agora!?" Disse-lhe para se dirigir ao balcão de informação. Fiquei a observar e vi que nem lá parou. Certamente voltou a esquecer-se!

auxiliarmemoria.jpg

A caminho da passagem de ano

Não sei se o facto de o movimento no supermercado estar  mais parado, do que na mesma altura no ano passado, só acontece aqui pelos lados onde trabalho, ou se é mesmo em todo o país. É que, se é mesmo geral, é preocupante...estamos mesmo numa crise muito grande! Sim eu sei, que estamos, que não é novidade alguma, mas é que por vezes, parece que a crise é só para alguns...

 

Ou então, como é típico do português...no dia 31 vai estar cheio!