Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Um jornal com fatura

Perguntei a um cliente que apenas comprara um jornal se queria contribuinte na fatura, e o cliente, respondeu afirmativamente. Quando este cliente saiu o cliente que estava logo a seguir, completamente indignado disse: "Ao que ponto isto já chegou, até de um simples jornal pedem fatura!"

A cliente mestra

Por vezes aparece um cliente ou outro, que acha que sabe mais que nós do nosso trabalho e que tem tendência para  nos lembrar a todo o momento como tudo funciona.

 

Foi o caso de uma cliente, que,  quando um artigo não passava, sugeriu, que eu marcasse o preço à mão, já que ela sabia quanto custava. Bem lhe lhe disse que nós não marcávamos os preços assim, tínhamos era de passar o código de barras, mas, ela não entendeu. Também questionou  porque tinha eu de pesar o pimento verde separado do pimento vermelho, se eram os dois pimentos, e se estavam ao mesmo preço. Expliquei que tinham códigos diferentes. Depois, deu-me  pela segunda vez, o cartão continente para eu passar, quando lhe disse que já tinha passado, ela respondeu que como passei no meio da conta, havia coisas que não tinham entrado para os descontos. 

 

Passou o tempo todo a meter-se  no meu trabalho, como se fosse uma grande perita, mas não acertou uma! Só me apetecia era dizer-lhe há quantos anos fazia este trabalho e que ela não entendia nada de nada daquilo!

atitudes.jpg

O que eu tenho é fome e pressa!

Estou a atender um jovem aí na casa dos 30 (ou perto, que eu não sou muito eficiente a dar idades). Depois de ter registado os seus artigos, nomeadamente, frango assado, uma bebida e batatas fritas...

Eu: Quer fatura?

Ele: Não!

Eu: E tem cartão continente?

Ele: O que eu tenho mesmo é fome e pressa! - disse ele com um sorriso.

Podia ser uma anedota, mas foi real...

imagemdeles.jpg

Há dias em que andamos tão stressados que tendemos a ficar esquecidos

Uma cliente coloca um separador entre uma resma de papel e artigos alimentares e diz-me que quer pagar em separado. Pergunto se quer fatura  com número de contribuinte ao que me responde "não"!

Paga a resma de papel e passo ao registo dos restantes artigos, dos quais também não quer fatura. No final, pergunta-me pela fatura da resma de papel. Digo que já lhe entreguei. Vai verificar e diz-me "Mas isto era com o contribuinte da empresa!" Respondo  : "Mas eu perguntei se a senhora queria com o número de contribuinte e a senhora disse que não"! Responde-me: "Ah pois foi, esta minha cabeça ! E agora!?" Disse-lhe para se dirigir ao balcão de informação. Fiquei a observar e vi que nem lá parou. Certamente voltou a esquecer-se!

auxiliarmemoria.jpg

Há um espacinho só meu

Na  orientação do espaço na caixa, cada operadora o dirige, como lhe dá mais jeito, em determinados pontos e em outros pontos é como está estabelecido. Nós temos, por exemplo,  um local para os sacos, outro para os artigos deixados pelos clientes e outro ainda,  para guardarmos o triplicado das faturas que temos de levar para o escritório no fim do dia.

Recentemente, uma cliente, depois de ser atendida volta à minha caixa achando que não lhe tinha dado o talão, e precisava do mesmo, caso tivesse de trocar alguma coisa. Chegou à minha caixa e vai direto às minhas faturas dizendo que devia de ser um daqueles papeis. Invadiu espaço privado. Isto porque o  acrílico  que separa o cliente da operadora é muito baixo e a tendência dos cliente é estarem sempre a mexer nas nossas coisas. E eu, num gesto instintivo, tirei as faturas da mão da senhora e disse que aquilo era meu. A senhora afirmava que eu não lhe tinha dado o talão e eu sabia que lho tinha dado. Depois lá o descobriu dentro da mala...

Mas será que as pessoas não se dão conta que devia de haver uma linha que separa a operadora do cliente!?

Deixa-me passar, são só três coisinhas...

Uma senhora colocava os seus artigos no tapete, tinha um carrinho muito cheio deles. Passa um senhor com três artigos, pede a vez, a senhora cede, o cliente passa. Vem um jovem casal também com poucas coisas pedem a vez a senhora cede. Ainda eu não tinha acabado de atender este casal já está outra pessoa a pedir para passar. Nunca mais começava a atender a cliente. Pensei mesmo que a senhora se ia zangar, mas não, nada disso, ainda se divertiu e brincou com a situação.

Que bom era se mais pessoas tivessem este espírito !

superdivertido.jpg

Ter cartão e-fatura facilita o pedido de fatura no supermercado

e-factura.JPG

Como já aqui disse, agora, temos sempre de perguntar ao cliente se quer fatura. E muitos clientes querem. Queria vos falar de um (quase) novo  cartão.  É o cartão do e-fatura, que se pode imprimir lá no site e-fatura, quando nós introduzimos a nossa palavra passe e  lá vamos verificar as faturas ou fazer outras tarefas . Certamente que isto já não é novidade  para vós!

 

Este cartão é uma grande ajuda para nós passarmos fatura no supermercado, pois tem um código de barras que basta passarmos no nosso scanner e assume logo os dados do cliente. Assim, não há enganos e o processo é muito mais rápido. No início do surgimento destes cartões o código não passava, mas agora, já passa (pode ainda algum não passar devido à - suponho - qualidade da impressão**).

 

Muitos clientes até plastificaram o cartão, e assim, podem-no usar/guardar como sendo um outro cartão qualquer.

** atualização

esquema-e_fatura.jpg 

Quem é que tem de ver as validades dos alimentos!?

Acabo o registo, pergunto pelo cartão continente, e...

Cliente: Viu se os iogurtes estavam dentro no prazo?

Eu: Eu? Não!

Cliente: Então?

Eu: O cliente é que tem de ver isso, eu aqui tenho de registar!

Cliente: E se tiver algum fora do prazo?

Eu: Pois é como lhe disse, quando os tiver a tirar da prateleira tem de ver isso. Mas isso dificilmente acontece...Aliás quando está perto do prazo os iogurtes levam aquele selo cor de rosa e o preço fica mais em conta...

 

E pensam que  foi verificar? Não! Isso dá muito trabalho. Ou então isto era um teste!

O desconto só é feito no fim da conta

Eu sei que faz parte do meu trabalho e que tenho de repetir sempre a mesma frase, mas por vezes, é cansativo.

Não me estou a referir, ao cumprimento e despedida habituais, às perguntas, do tipo deseja factura, tem cartão continente, etc.. Refiro-me à frase "os descontos são feitos no final da conta!"

Eu acho que em todos os supermercados quando há um artigo em promoção, primeiro aparece o valor original do artigo e depois no final aparece o valor com o desconto. E muitos clientes já sabem disso, pois, por vezes, eu digo a mesma frase às mesmas pessoas.

Eu sei que a vida está muito cara e que os clientes duvidam de tudo e que por vezes há enganos. Mas pelo menos podiam não começar logo a dizer que estão a ser enganados e por aí adiante!?

continen.jpg

Por exemplo, estas bolachas, passa o preço de 1,99€, mas depois o que vai pagar é 0,99€, por isso,  no ecran este desconto só aparece no final.

 

Ainda há dias eu dizia que os descontos eram feitos no final e o cliente responde: " no final, não , não era isso que lá estava, eu exijo que o desconto seja feito já"! E eu defendo-me: "mas é já, é antes de pagar!"

Pág. 1/2