Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Mais uma situação na linha de caixas

Por vezes penso em dar uma pausa aqui no blog. Penso que as histórias já estão a repetir-se. Acho que vocês já começam a ficar cansados! Mas este pensamento é logo ultrapassado quando surge uma situação diferente. Ontem, um cliente abriu a cancela que estava atrás de mim e ia a sair com um cestinho de compras, antes de serem registadas. E eu admirada pergunto:

Eu - Olhe desculpe, mas onde é que o senhor vai?

Cliente: Vou à casa de banho!

Eu: - Mas não pode levar as compras consigo para casa de banho! Pode deixar o cestinho daquele lado, que eu tomo conta!

Cliente: - Está bem, está bem, mas não me diga que estava a pensar que eu ia roubar as coisas!?

Pela idade do senhor, eu até acredito que ele tenha sido ingénuo. Aliás uma cliente que lá estava, até disse: “ havemos de chegar á idade dele!”

Enfim…

O pós TV

Posso dizer que estou a gostar imenso desta fase “pós SIC”! Muitas pessoas vêm falar comigo, fazem perguntas relativamente ao livro e tenho sido elogiada e reconhecida. Eu que sempre vivi na maior das discrições.

 

 Hoje quando estava a chegar ao meu Continente, mesmo antes de iniciar o turno, um cliente chamou-me em voz bem alta e disse-me “ estou na página 20!” Este cliente folheou o livro (mesmo sem o comprar) e reconheceu-se nas minhas descrições, já que eu fiz um texto sobre ele! Foi um momento bem divertido.

 

Depois uma colega contou-me, que uma cliente lhe disse que ia no comboio a ler o meu livro e a rir-se! Essa senhora disse que já estava toda a gente a olhar para ela e a julgarem que ela era maluquinha! Eu nem sabia que o meu livro divertia assim tanto as pessoas, e fico tão feliz com isto!

 

Depois aconteceu uma situação na caixa de uma colega. Um cliente disse “boa tarde!” e depois disse ainda: “...e não digo mais nada, se não você ainda me escreve um livro!” A minha colega fartou-se de rir! E o senhor disse que ia ver se vinha à minha caixa, para ver se eu depois escrevia sobre ele!

 

Ora digam lá se tudo isto, não é bom para mim!? Eu fico emocionada! Só tenho a agradecer a todos os que me têm feito rir, emocionar e sentir reconhecida e valorizada! Obrigada!

http://www.facebook.com/Alupadealguem.olivro

 

Respostas adequadas às questões

Como os clientes do continente já devem ter reparado, o bacalhau agora tem de vir separado por cada peça ( peça não é o termo exacto, mas não me lembro qual é) em cada saco. Se um cliente quiser 4 bacalhaus pequenos que caberiam num só saco, os mesmo vêm em quatro sacos. São regras e nós só temos de cumprir. Os clientes fazem perguntas sobre o assunto, mas em vez de as fazerem na peixaria fazem-nas nas caixas.

 

Entretanto já aconteceu a peça do bacalhau ser grande e pesado e depois ao registar, dar a mensagem no nosso visor que "excede o peso" e nós termos de interromper o registo,  pedir um cartão para de seguida continuarmos o registo. Mas depois tenho de explicar tudo aos clientes, porque eles não entendem, e fazem perguntas! Mas recentemente um cliente pareceu-me ter ficado desconfiado de todo aquele processo e chegou a perguntar se o bacalhau estava bom!

 

Por vezes é difícil ter as respostas adequadas às questões dos clientes!

 

Pérolas

Cliente: Desconte estes vales!

Eu: Mas estes não são para agora é só a partir do dia...

Cliente: Mas dava-me mais jeito descontar agora!

Eu: Mas não pode mesmo ser, o sistema não deixa!

Cliente: Ai não!?

Eu: Desculpe...mas não dá mesmo!

perolas.jpg 

Vejam como foi a minha ida ao "Boa tarde" Sic

Posso dizer que não correu mal, mas poderia ter corrido melhor! Digo isto porque eu não conseguia falar. Quando vi tantas câmaras , fiquei sem saber para onde tinha de olhar, queria dizer tantas coisas e não consegui. A Conceição até me pareceu bastante acessível, simpática e brincalhona. Talvez o problema tenha sido meu. Eu achava que íamos falar com ela antes de entrarmos no "ar", mas não aconteceu. Tudo aquilo era novo para mim. A parte dos bastidores foi giro,  o nosso grupo estava numa salinha bastante acolhedora, a aguardar a entrada. Adorei a maquilhagem e o penteado.   Para quem não assistiu ou para reverem, aqui fica o vídeo. Espero que gostem!

  Post recorte no {#emotions_dlg.happy}

 

 

 

Depois da ida à TV

Hoje, logo pela manhã ia a caminho de uma pastelaria que fica perto da minha casa, para comprar pão. Eu ia a pé e tinha de atravessar a estrada num cruzamento. Vem um jipe da GNR, que me faz sinal para eu atravessar. Mas eu hesitei a atravessar por tinha de confirmar se vinha algum carro do outro lado. Entretanto vejo o guarda (um senhor de bigode) a abrir o vidro. Pensei que ia ralhar comigo por eu ter hesitado. Mas não foi isso que ele fez! Ele apenas me disse:” olhe que eu quero um livro igual aquele que mostrou ontem na televisão”! Eu fiquei tão surpreendida, que só segundos depois é que respondi: “está bem, está bem!” Como é que aquele senhor me reconheceu assim!?

 

E foi assim o momento em que a primeira pessoa me reconheceu depois de aparecer na TV.

 

Depois cheguei ao trabalho e foi os cumprimentos dos colegas, o  reconhecimento dos clientes. Mesmo aqueles que não foram á minha caixa, passavam lá por mim e faziam comentários simpáticos, engraçados e positivos. Foi giro!

 

http://www.facebook.com/Alupadealguem.olivro

 

A profissão de operadora de caixa, como tema para programa de TV

Já aqui disse algumas vezes que um dos objectivos do meu livro era dar a conhecer o meu trabalho para que fosse mais valorizado. E hoje, posso dizer que esse objectivo está a ser concretizado! E porquê ? Perguntam vocês! E eu respondo : porque hoje a profissão de operadora de caixa vai ser tema para o programa "Boa tarde" na SIC. Se tiverem oportunidade assistam, eu estarei lá!

A pequenada gosta da Popota

Quem vai ao Continente, já deve ter reparado, que na nossa rádio a música da Popota está sempre a tocar! Há quem goste, quem nem repare, e até quem não goste. Mas hoje, aconteceu uma situação engraçada com uma bebé bem novinha, devia de ter pouco mais de um ano. Vinha no carrinho no lado das compras de pé segurada nas bordas do mesmo. Quando a música começou a tocar, nem imaginam a graça, começou a gritar: "pó-pó"! E a dançar e tudo!

 

Pág. 1/3