Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

A lupa de alguém

Sou operadora de caixa num supermercado Continente modelo. É esse universo que eu trato neste espaço...

Peditórios "à porta" do supermercado

É muito comum haver determinadas campanhas à porta do supermercado.  Desde o "banco alimentar" até a pedidos para associações de animais, passando por campanhas regionais, etc. E como estamos em crise estas campanhas, ainda se têm intensificado mais. O que eu queria salientar, é que muitos clientes se têm queixado destas campanhas, e comentários do tipo: " vocês têm sempre gente a pedinchar aqui agora!"- têm surgido diversas vezes. E como os clientes normalmente fazem estes desabafos na caixa, por vezes não sei bem o que dizer. Eu só queria responder que: "sempre é melhor pedir do que roubar, e que só dá quem quer ou quem pode...não se obriga ninguém"! Mas achei melhor não dizer nada, e ter uma atitude neutra! E vocês que acham destas campanhas, acham que por serem aqui são mais credíveis? Acham que é incomodo terem alguém a correr atrás de vos a pedir? Passa-lhes pela cabeça que não entreguem as coisas a quem realmente se destina? O que costumam fazer? No meu lugar que diriam aos clientes?

 

Contador de visitas

O meu contador de visitas chegou ao número 200.000, obrigada. É sinal que há quem encontre algum interesse no ambiente que rodeia uma ida às compras ao supermercado.

Muitas vezes, durante a noite e mesmo a dormir eu ouço aquele som da máquina registadora. Penso que o mesmo deve de acontecer com outras operadoras de caixa.  Os clientes, não devem de sentir o mesmo som, já que não passam lá as mesmas horas que nós!

 

Perdidos e achados

Imaginem as coisas que os clientes já se esqueceram ou perderam no supermercado, e muito especialmente, na caixa:

- as chaves do carro;

- o chapéu de chuva;

-  um artigo já pago;

- o telemóvel

- os óculos de sol (ou mesmo os de ver que colocam para marcar código no multibanco);

- a carteira ou a mala;

- um brinquedo...

Todas estas situações parecem normais. Porém há pouco tempo uma senhora esqueceu-me da bengala. E ficou lá esquecida uma boa parte do tempo...como é que alguém se esquece de algo tão necessário!?

 

 

 

Responsabilidade

Quando os clientes começam a colocar os artigos dentro dos seus carrinhos, têm a responsabilidade de os tratar bem. Quero com isto dizer, que à parida não vão colocar uma garrafão de água de 5L em cima de uma caixa de ovos, certo? Ou que ninguém coloca alimentos sobre detergentes! Mas parece que há quem se esqueça de ter este cuidado, e depois quando estão a retirar os artigos para cima do tapete, reparam que há coisas partidas ou estragadas. E depois o que acontece? Dizem : " ah afinal não vou levar estes iogurtes porque já estão abertos"! Este episódio é apenas um exemplo, pois é uma situação que acontece de vez em quando! Não custa nada ter algum cuidado, já que os artigos passam a ser vossos no momento em que os escolhem. E cuidar do que é nosso é um dever !

Fiz uma careta...

Mesmo para mim, que praticamente trabalho sempre no fim de semana, a segunda-feira é sempre um dia diferente. E hoje, sentia-me um pouco com falta de energia! Descontraidamente, estava a registar peixe vindo da peixaria, embalado num mísero saco de plástico. Para não ficar com aquele cheiro nas mãos pegava nele com um certo cuidado. Vi que o cliente estava a olhar para mim  e a sorrir... até que me disse: " você não gosta muito de peixe, pois não?" Eu respondi que gostava. Então o cliente respondeu: " É que fez uma careta, quando lhe pegou!" Nem reparei que tinha feito uma careta, mas é o mais provável, embora não devesse. Mas esta conversa foi toda na base da simpatia, tanto que...quando eu disse ao senhor que gostava do peixe era já cozinhado e dentro do prato, ele respondeu: " também eu, também eu!"

A falta de humildade

Se há coisa que me desgosta ( nem sei se esta expressão se utiliza) é a falta de humildade por parte das pessoas. Como sabem o Continente oferece sacos de congelação, sacos grandes para artigos de porte maior, etc.. Acontece que com estas alterações, houve um atraso na chegada destes sacos e estivemos um  ou dois dias sem os ditos . A maioria dos clientes foi compreensiva e entendeu a situação. Mas também houve um ou outro cliente que reclamaram, e em especial uma cliente ( que está sempre mal humorada) que disse assim." mas vocês são obrigados a dar esses sacos! " Subiu-me assim uma coisa à cabeça e respondi: " Nós não somos obrigados, aliás a oferta dos sacos ( de congelação) è uma gentileza do Continente. De certo que já reparou que não encontra esta oferta em outros supermercados!" Nem me deu resposta!

 

Há dias "sim" e dias"não"

Hoje um cliente ( dos habituais) ao ver que eu já tinha a caixa fechada e me preparava para sair, disse: " Já fechou? Pois mas não devia, agora tenho que ficar mais tempo na fila!" Estranhei porque normalmente este cliente é  simpático comigo, devia de estar num dia não!

Tem cartão mode...continente?

Depois de tanto tempo a perguntar aos clientes pelo cartão Modelo, agora mudar o discurso é um bocado complicado. Bem tento, mas é inevitável e ao mesmo tempo engraçado, porque parecemos gagos! Acabei por adoptar um método próprio e perguntar se tem cartão cliente. As minhas colegas que atendem o telefone, também ainda se enganam. Enfim...mais uns dias e tudo fica no ponto! Penso que todos compreendem!

 

Pág. 1/2